17.04.2015  /  13:30

Camila Pitanga fala de boicote à novela e muito mais, aqui!

 

Camila Pitanga || Créditos: Agnews
Camila Pitanga || Créditos: AgNews

Por Michelle Licory

Camila Pitanga foi assistir à sessão especial de “Para Sempre Teu, Caio F.”, filme de Candé Salles, essa quinta-feira no Cine Joia, em Copacabana. “Conheço muito o trabalho do Caio Fernando Abreu no teatro, inclusive fiz uma peça dele, ‘Maldição do Vale Negro’. Quem me apresentou esse universo foi o próprio Candé, quando a gente ainda era adolescente. Ele, Natalia Lage e Suzana Pires fizeram uma montagem de “À Beira do Mar Aberto”. Foi ali a porta de entrada. Depois li um livro do Caio que é só de cartas… Acho incrível. Não sou conhecedora, como muitos, mas sou admiradora da obra dele e foi com bastante paixão que participei do longa [ela, assim como muitos atores do primeiro escalão da Globo, interpreta um texto do escritor no filme]. Não vi pronto ainda”, contou Camila pra gente.

* Mudamos o assunto para “Babilônia”, novela das nove, da qual ela é uma das três protagonistas. “O clima de trabalho é o melhor possível. É uma galera que se ama e se curte. Está bem gostoso, uma coxia boa. Hoje gravei na praia o dia inteiro. Foi ótimo.” Algum cuidado especial para um dia todo em externa? “O protetor solar já faz parte da minha maquiagem. Uso uma mistura de dois da marca Episol: Morena e Morena Mais, um é fator 30 e o outro 70. Misturo por causa da cor…”

* Regina [seu papel na trama] está em uma ótima fase. “Agora ela está apaixonada, mas como todo folhetim, não existe estabilidade ou maré mansa antes dos últimos capítulos. Isso que é o barato. A ex-mulher do Vinicius [Thiago Fragoso] está marcando em cima. Está puxado…” Perguntamos se ela é brava como sua personagem na vida real. “Dependendo da situação, fico bem brava, sim.” Por fim, sobre a audiência abaixo da meta e boicote de alguns setores da sociedade à novela, por conta de temas como homossexualismo e prostituição… “Confio muito no nosso trabalho, na trama. Tem uma questão: a gente está vindo de um grande sucesso, que foi ‘Império’. Estamos saindo de um casamento. Até querer se apaixonar por outra pessoa, demora. Mas confio, gosto de assistir. Isso é inequívoco entre nós. É uma questão de tempo. Acho que intolerância e boicote são ingredientes, mas eu não opero sobre isso. A minha opinião nesse quesito acho irrelevante. O que tem de relevante é o tesão e a alegria que a gente tem de fazer esse trabalho. Isso é inabalável.