20.07.2017  /  12:29

Calendário Pirelli 2018 desconstrói “Alice no País das Maravilhas” e recruta apenas celebridades negras

Lupita Nyong’o pelas lentes de Tim Walker || Créditos: Divulgação

Desde que foi criado nos anos 1960, o calendário Pirelli se transformou na folhinha mais desejada do mundo. Para a edição de 2018, o fotógrafo Tim Walker foi recrutado e desconstrói a história de “Alice no País das Maravilhas”, clicando apenas celebridades negras – essa é a segunda edição na qual personalidades negras dominam o cenário, e a primeira foi lançada em 1987 com fotos do britânico Terence Donovan. Com styling assinado por Edward Enninful, novo diretor de redação da “Vogue” britânica, as imagens são a representação do que Walker queria transmitir, uma vontade de fazer o novo: “Qualquer garota deve ter seu próprio conto de fadas”.

Entre os recrutados estão Naomi Campbell, RuPaul, Whoopi Goldberg, Adwoa Aboah, Lupita Nyong’o, King Owusu, Alpha Dia e até o rapper Puff Daddy – ele e Naomi são os degoladores da Rainha nesta edição do calendário. Lupita foi escolhida para o papel de rato. A modelo e ativista Adwoa Aboah é um dos gêmeos Tweedledee. Já Alice é interpretada pela modelo australiana, nascida no Sudão, Duckie Thot. RuPaul é a Rainha de Copas, Whoopi é a duquesa, o ator Djimon Hounsou é o Rei de Copas e a modelo albina sul-africana Thando Hopa é a Princesa de Copas. “Alice nunca foi contada desse jeito”, conta Tim em release oficial.

Em anos anteriores, apenas modelos com pouca roupa, ou nenhuma, estampavam o projeto, fazendo com que o conceito de sexualidade fosse necessário, quase que esperado por quem coleciona a folhinha. Este ano Tim queria quebrar esse padrão, dizendo que a estética antiga limitava a mulher. Ele propõe um retrato novo, uma visão diversa para que a informação chegue a outras pessoas e formadores de opinião. O resultado final a gente entrega abaixo. Só seguir a seta…