19.06.2014  /  11:55

Caetano escreve texto carinhoso pelo aniversário de Chico Buarque

Caetano: “Quando o mundo se apaixonar totalmente pelo que Chico faz, terá finalmente visto o Brasil”

Claro que não foi só Glamurama que fez sua homenagem ao aniversário de 70 anos de Chico Buarque. Caetano Veloso, amigo de longa data dele, postou um texto emocionante no Instagram. Replicamos abaixo alguns trechos. Pura emoção!

“Chico chega aos setenta (e até agosto sou apenas um ano mais velho do que ele, prazer de dois meses a cada ano). O Brasil é capaz de produzir um Chico Buarque: todas as nossas fantasias de autodesqualificação se anulam. Seu talento, seu rigor, sua elegância, sua discrição são tesouro nosso. Amo-o como amo a cor das águas de Fernando de Noronha, o canto do sotaque gaúcho, os cabelos crespos, a língua portuguesa, as movimentações do mundo em busca de saúde social.”

“O samba nos cinejornais de futebol do Canal 100, Antônio Brasileiro, o Bruxo de Juazeiro, Vinicius, Clarice, Oscar, Rosa, Pelé, Tostão, Cabral, tudo o que representou reviravolta para nossa geração foi captado por Chico e transformado em coloquialismo sem esforço. Vimos melhor e com mais calma o quanto já tínhamos Noel, Haroldo Barbosa, Caymmi, Wilson Batista, Ary, Sinhô, Herivelto. A Revolução Cubana, as pontes de Paris, o cosmopolitismo de Berlim, o requinte e a brutalidade de diversas zonas do continente africano, as consequências de Mao. Chico está em tudo. Tudo está na dicção límpida de Chico.”

Quer ler o texto completo? Clique aqui!