Botsuana é uma mina de ouro? Não, de diamantes e dos maiores do mundo. Entenda!

18 Compartilhamentos
18
0
0
0
0
0
Diamante é descoberto | Crédito: Getty Images

A corrida pelas maiores pedras preciosas do mundo anda arriscada entre as mineradoras de Botsuana. Depois da empresa Debswana descobrir um diamante de 1.098 quilates no começo do mês passado, o país africano acaba de batizar uma nova pedra, mas desta vez maior, com 1.174 quilates, descoberta em 12 de junho por outra mineradora. “Descoberta histórica, para nós e também para o Botsuana”, comentou o CEO da Lucara Diamond Corp, Naseem Lahri. “Na hierarquia das grandes pedras, está em terceiro lugar”, disse ela com orgulho à agência de notícias AFP, durante a apresentação ao governo em Gaborone.

Desta forma, o novo diamante “rouba” o lugar no pódio e o ranking segue com a pedra conhecida como Cullinan, de mais de 3.100 quilates, como a primeira da lista, encontrada na África do Sul, em 1905. Já o segundo lugar, de 1.109 quilates, foi encontrado na mina de Karowe, também em Botsuana, em 2015.