05.08.2020  /  14:32

Botox pode aliviar sintomas da depressão? É o que diz estudo feito por universidade da Califórnia. Entenda!

Khloe Kardashian // Reprodução Instagram

Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), mais de 264 milhões de pessoas em todo o mundo têm depressão. A doença ainda é considerada tabu para muita gente e os tratamentos incluem desde remédios e acompanhamento psicológico, até medicina alternativa. Um novo estudo, porém, aponta o botox como um aliado em quadros depressivos. Oi?

Pois é… De acordo com uma nova pesquisa divulgada na Scientific Reports, ainda não se sabe exatamente o motivo ou até mesmo quanto tempo o botox consegue reduzir os efeitos da depressão, mas algumas teorias tem sido consideradas.

Pesquisadores da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Universidade da Califórnia analisaram mais de 45 mil relatórios de pessoas diagnosticadas com depressão e suas relações com procedimentos estéticos. Os sintomas de 40 a 88% dos pacientes que usavam botox foram mais brandos. O estudo foi dividido em grupos diferentes dependendo do motivo pelo qual a pessoa aplicava o botox, entre eles, para melhorar rugas, lifting facial e até excesso de suor. Entre os possíveis motivos para a relação positiva está o fato de que o botox em algumas regiões do rosto reduz a possibilidade de reproduzir expressões que transmitam emoções de tristeza, o que interrompe o feedback do rosto para o cérebro. Outra possibilidade é que esse material pode ser transportado para a estrutura do sistema nervoso central.