08.05.2018  /  15:41

Blake Lively chegando de bus party a pedido de casamento: os momentos inusitados do Met Gala 2018

No day after do Gala do Met 2018, Glamurama não poderia deixar passar batido os momentos mais imprevisíveis da noite. Da performance surpresa de Madonna ao pedido de casamento em pleno tapete vermelho, passando pelo ônibus que levou Blake Lively ao Metropolitan Museum, local da festa, são tantas emoções… Confira!

PERFORMANCE SURPRESA DE MADONNA

Performance surpresa de Madonna no Met Gala 2018 || Créditos: Reprodução Instagram

Madonna, uma das presenças mais esperadas da noite por sua conhecida afinidade com temas religiosos, presenteou os convidados com uma performance surpresa após o jantar. Descendo os degraus do salão principal envolta em um manto monástico ela começou com “Like A Prayer” e terminou soltando a voz na impactante “Alelujah”, de Leonard Cohen.

PEDIDO DE CASAMENTO

2 Chainz pedindo em casamento a mão de Kesha Ward || Getty Images

Ajoelhou tem que rezar, como diz o ditado. O rapper 2 Chainz, que aproveitou a ocasião para pedir a mão da parceira de longa data, Kesha Ward, em casamento. Felizmente ela disse sim. O casal tem três filhos. Essa não foi a primeira vez que o gala do Met foi palco de um pedido de casamento. Em 2004 foi Donald Trump pedir a mão de Melania em casamento.

RETORNO DE KATE MOSS

Kate Moss com seu microvestido Saint Laurent || Créditos: Getty Images

Kate Moss se uniu a Anthony Vaccarello, estilista da Saint Laurent, e mais uma turma de modelos para ir a seu primeiro Gala em quase uma década. A última vez que prestigiou o evento foi em 2009. E seu retorno não foi exatamente triunfal. Em vez de aproveitar a oportunidade e arrasar no outfit, como fizeram muitas musas de seu calibre, Kate optou por um minivestido preto Saint Laurent e ignorou o tema da noite.

RIHANNA IS MY RELIGION

Rihanna com seu power look criado pela Maison Margiela || Getty Images

Rihanna, como sempre, foi um acontecimento. Passou a régua ao surgir com um look com referências aos trajes dos papas e um certo sincretismo religiosos. Todo bordado com pérolas e cristais, o modelo assinado pela Maison Margiela tinha até uma belíssima mitra, tradicional chapéu usado pelos pontífices. Riri arrasou tanto que viralizou, of course. Na internet, entre os memes mil em sua homenagem, o que mais bombou aqui no Brasil foi o “Eu sigo a religião Rihanna”.

AMAL CLOONEY E SUA POLÊMICA ESCOLHA

Amal Clooney || Créditos: Getty Images

Amal Clooney, uma das co-chairs da noite, pode ter usado um look de gosto duvidoso e nada a ver com a temática do gala mas teve uma intenção bacana por trás: o estilista que a vestiu é o novo talento britânico Richard Quinn, que foi destaque na última semana de moda de moda inglesa, quando contou com ninguém menos que a rainha Elizabeth II em sua fila A.

ENGAJAMENTO

Lena Waithe com capa de arco-íris || Créditos: Getty Images

O Red Carpet também teve momento politizado. A atriz Lena Waithe chegou usando um terno arrematado por uma capa de arco-íris, símbolo da comunidade LGBT.

Blake Lively e Kate Perry com seus looks gigantescos || Créditos: Getty Images

KATY PERRY E BLAKE LIVELY

A musa do pop Katy Perry e a atriz Blake Lively tiveram que encarar transportes alternativos para chegar ao Metropolitan. Isso porque suas roupas, nada básicas, não caberiam em uma limousine, veículo usado pela maioria das estrelas para chegar ao gala. Katy optou por um carro antigo conversível que, por não ter cobertura, permitiu que as asas de seu look chegassem sãs e salvas na festa. Já Blake, com um vestido que tinha metros e metros de cauda e levou 600 horas para ser feito, foi menos glamourosa e teve que encarar um ônibus. Mas claro não foi qualquer ônibus. Foi um “bus party”, daqueles que circulam com festas pela cidade. 

MADE IN ITALY

Lana del Rey vestida de Gucci e Gisele de Versace || Créditos: Getty Images

E como já era de se esperar, por conta do tema da festa, as marcas que se destacaram no tapete vermelho foram as italianas. Em primeiro lugar veio Versace, usada por inúmeras celebs. Na sequência, Gucci e Dolce & Gabbana.

FALTA SENTIDA: KANYE WEST
O “no show” de Kanye West no Met Gala foi mais misterioso que o de Beyoncé e Taylor Swift. Isso porque sua mulher, Kim Kardashian, esteve lá. A falta foi justificada pela própria Kim, que assim que Kanye postou uma foto sua em seu Twitter, respondeu abertamente: “Amo você baby, queria que você estivesse aqui comigo mas você está terminando cinco CDs”, e ainda encerrou com um emoji de coração e outro de uma carinha chorando.