24.03.2018  /  9:00

Bill Cunningham terá biografia baseada em “arquivo secreto” encontrado pela família dele

Bill Cunningham || Créditos: Getty Images

Morto em junho de 2016, Bill Cunningham vai ganhar um livro de memórias pela editora Penguin Random House. O fotógrafo de moda, que morreu em 2016, deixou as fashion weeks mundo afora menos divertidas e as primeiras filas tão sem graça quanto os desfiles sem personalidade. Conhecido por ter um olhar apurado, Bill clicava o que dava na telha e juntava cores, texturas e moods como ninguém – tudo divertidamente publicado nas páginas do “New York Times” semanalmente.

A publicação batizada “Fashion Climbing” (algo como “Escalada na Moda”), chega às livrarias dos Estados Unidos em setembro, o mês mais importante para os fashionistas do hemisfério norte, em razão da alta temporada de desfiles. A biografia será baseada nos arquivos do próprio fotógrafo, reconhecido como o precursor do que hoje se conhece como “street style photography”, a arte de retratar o estilos de pessoas comuns que perambulam pelas ruas de grandes cidades.

O material foi descoberto recentemente pela família de Cunningham, meio que por acaso, e inclui cliques que detalham desde a obsessão dele por vestidos, ainda na infância, ao seu período na Guerra da Coreia, durante a qual até decorou o próprio capacete com flores na tentativa de aguentar a barra. A mudança do lendário profissional de Boston para Nova York, onde ele começou a flertar com o jornalismo, também é um dos motes.

Os royalties do livro irão para a conta de Patricia Simonson, sobrinha de Cunningham. Ele a beneficiou em seu testamento com o direito ao uso de suas fotos e negativos, avaliado em US$ 1 milhão (R$ 3,3 milhões), além da metade da fortuna que acumulou em vida, em torno de US$ 4 milhões (R$ 13,2 milhões). A outra metade foi para Louise Doktor, a musa mor do rei dos cliques, que nem frequentadora do mundinho é: ela passou a maior parte da vida dando expediente como secretária executiva de um holding sediada em Nova York. (Por Anderson Antunes e Matheus Evangelista)

 

Capa do livro de memórias “Fashion Climbing”: a publicação foi encontrada pela família de Bill e será lançada em setembro || Créditos: Divulgação