15.06.2019  /  10:24

Bilionário por trás do site responsável pela #VazaJato ficou quase R$ 8 bi mais rico só nesse ano

Pierre Omidyar || Créditos: Reprodução

O ano mal chegou na metade, mas já pra dizer que o 2019 de Pierre Omidyar está saindo melhor do que a encomenda até agora. Fundador do eBay e detentor de 7% do capital do gigante dos leilões virtuais, o recluso bilionário franco-americano viu sua fortuna aumentar em US$ 2 bilhões (R$ 7,8 bilhões) de janeiro pra cá graças em parte à boa performance que o site teve na bolsa eletrônica NASDAQ ao longo do período, quando a ação deste saltou de US$ 29 (R$ 113,07) para US$ 39 (R$ 152,06). Ainda assim, dos estimados US$ 13,4 bilhões (R$ 52,2 bilhões) que Omidyar tem na conta, a maioria vem de outros investimentos, sobretudo no segmento de tecnologia e todos indo igualmente muito bem, obrigado.

Nascido na França e cidadão dos Estados Unidos desde a época em que fixou residência no Havaí anos atrás, Omidyar se dedica atualmente a dois projetos que nada tem a ver com seu currículo de gênio “tech”: a construção de casas e hotéis de luxo no sul da Califórnia e na costa do México no Pacífico e o grupo de mídia progressista First Look Media, sendo este último a menina dos olhos dele. A propósito, o principal veículo do First Look é o portal de notícias The Intercept, cujo braço brasileiro revelou, no domingo passado, as supostas mensagens trocadas entre o juiz Sergio Moro e o procurador da República Deltan Dallagnol que dominam o noticiário nacional desde então.

Omidyar, que é bff do britânico Richard Branson e evita ao máximo aparecer, fez um aporte de US$ 250 milhões (R$ 974,7 milhões) na companhia em 2013 com o objetivo de fazer frente aos grandes jornais e revistas do mundo inteiro com um jornalismo que propaga como “mais independente” que o da concorrência estabelecida. Aparentemente empolgado com o negócio, ele distribuiu US$ 1,5 milhão (R$ 5,8 milhões) extras em meados de abril para várias startups de jornalismo espalhadas pela América Latina, muitas destas com sedes no Brasil, a fim de promover a mesma a ideia. (Por Anderson Antunes)