13.05.2019  /  8:53

Bilheteria mundial de “Vingadores: Ultimato” atingiu R$ 9,8 bilhões nesse fim de semana

Cena de “Vingadores: Ultimato”: os super-heróis se preparam para bater recorde || Créditos: Reprodução

Faltam exatos US$ 302,5 milhões (R$ 1,19 bilhão) para que “Vingadores: Ultimato” ultrapasse “Avatar” na lista dos filmes de maior bilheteria da história, e considerando o ritmo frenético de venda de ingressos mundo afora da superprodução baseada nos super-heróis da Marvel, isso deverá acontecer no máximo até o fim do mês. A arrecadação total de “Vingadores…” atingiu US$ 2,485 bilhões (R$ 9,8 bilhões) nesse fim de semana, ao passo que o longa de 2009 dirigido por James Cameron arrecadou US$ 2,787 bilhões (R$ 11 bilhões) durante o tempo em que esteve em cartaz nos cinemas.

Dias atrás, o arrasa-quarteirão do momento já tinha tirado de “Titanic” o segundo lugar no ranking das maiores bilheterias de todos os tempos, o que levou Cameron a parabenizar os envolvidos no grande feito. “Um iceberg afundou o Titanic original, e foi preciso que os ‘Vingadores’ afundassem meu Titanic”, o diretor escreveu em uma carta aberta que endereçou para Kevin Feige, CEO da gigante dos quadrinhos. “É a prova de que a indústria cinematográfica não apenas está viva e indo muito bem, como está maior do que nunca”, completou ele.

É bom lembrar que Cameron – que é odiado por muita gente em Hollywood pelo estilo “chefe implacável” que adota sempre que assume um grande projeto -, já trabalha nas continuações de “Avatar” que se comprometeu a rodar em 2010, sendo que a primeira deverá estrear em algum momento entre o fim do ano que vem e meados de 2021. Se repetir o sucesso do primeiro filme, outras três serão lançadas em 2023, 2025 e 2026, todas com orçamentos individuais na casa dos US$ 250 milhões (R$ 986 milhões) – quantia suficiente para garantir muitos blockbusters. (Por Anderson Antunes)