19.04.2013  /  13:03

Bate-papo com Renata de Goeye. As apostas da estilista? Vem saber

As apostas de Renata de Goye e da ERRE pare este inverno

Por Mirella Mentone

Renata de Goeye, estilista e dona da ERRE, junto à irmã Cláudia, pensou no Cangaço para criar a coleção de inverno da marca, que acaba de chegar às lojas. O resultado? Riqueza de cores e texturas em peças cheia de detalhes. Glamurama bateu um papo com a Renata para saber mais da coleção e das apostas da estilista para este inverno. Espia só!

Por que o Cangaço para o inverno 2013?
“Quando comecei a pensar nas vontades, nas cores, no clima e nos tecidos para o inverno 2013 me lembrei de um livro que uma amiga havia me emprestado, que me marcou pela a riqueza das vestimentas, os couros supertrabalhados, os bordados, os detalhes, os adornos, enfim, a preocupação com a estética dos  cangaceiros, que costuravam suas roupas para que grupo ficasse condecorado e protegido…”

Como Lampião e Maria Bonita influenciaram na coleção?
“Um pouco pelos símbolos, pelos materiais e pelo shape. Mas mais pelo mood.”

Aposta de tecidos?
“Seda rústica, aquela que parece um linho, e tecidos tramados.”

Cores da coleção?
“Marrom pinha, verde militar, vermelho sangue, amarelo ouro, camelo, índigo blue, azul marinho e off white.”

Estampas?
“Nesta coleção as texturas estão mais evidentes do que as estampas.”

Peça mais marcante?
“Terno de jacquard, blazer fraque e top com gola estruturada.”

Agora sobre você… O que não pode faltar no seu guarda-roupa?
“Acessórios. Principalmente colar e lenços.”

Aposta para este inverno?
“Botas.  Wedge ou flats. Até o joelho ou motoqueiro.”

Desejo da estação?
“Terno de jacquard da Erre.”

Uma extravagância?
“Long chair by George Nakashima.”

Não abro mão.
“De um cardigã de cashmere comprido.”

Se não fosse estilista, seria?
“Não consigo me ver fazendo outra coisa.”