13.08.2013  /  7:52

Bate-bola com Cintia Dicker, que está prestes a fazer seu debut como atriz

 

Um dos assuntos mais comentados nas últimas semanas é o novo quadro do programa “Fantástico”, da Globo, com base nos textos de Clarice Lispector. Batizada “Só Para Mulheres”, a série será narrada por Maria Fernanda Cândido sob a direção esperta de Luiz Fernando Carvalho, e conta a história de três mulheres, cada uma em uma fase da vida. O elenco é formado por Luiza Brunet, Alessandra Maestrini e pela estreante Cintia Dicker, que foi convidada pelo próprio diretor para participar. Glamurama conversou com a modelo – agora também atriz – para saber os detalhes sobre sua estreia na televisão.

– Como você descreveria a sua personagem na série? “Uma adolescente dos anos 50, sonhadora, apaixonada, rebelde e moleca. Acho que, hoje em dia, as adolescentes continuam iguais. O que muda é forma de interagirem – internet, redes sociais, etc. A magia da expectativa de um encontro e de andar de mãos dadas foram substituídas pelo telefone”

– Você é fã de Clarice Lispector? ” Eu li alguns livro na escola, mas passei a admirar mesmo depois que começaram as gravações. Lembro de um texto de amor que você lê de baixo para cima e depois normalmente. Esse ficou marcado desde a adolescência”

– Você era assim na adolescência? “Minha adolescência foi um pouco diferente da personagem. Aos 14 anos comecei a trabalhar como modelo e fiz minha primeira viagem internacional para o Japão. Mas as molequices, os amores e os sentimentos eram os mesmos e ficaram guardados em mim”

 – Fez algum curso para aprender a atuar? “Fiz aulas de  dança, balé e interpretação por duas semanas.Tudo isso me ajudou a compor a a personagem. No começo, fiquei meio tensa, mais ser dirigida por Luiz Fernando Carvalho me deixou à vontade e aprendi muitas coisas. Tive liberdade”

– Como foi a experiência de trabalhar com Luiza Brunet e Alessandra Maestrini? “Foi uma honra trabalhar com elas, pois as admiro como mulheres e atrizes. Foram umas queridas comigo, me trataram super bem.. Fiquei muito à vontade”

– E você pensa em levar a carreira de atriz adiante? “Foi uma experiencia única, minha relação com a TV até hoje foi por comercial e campanhas publicitárias. Atuar é uma coisa muito pessoal, de dentro para fora. Atriz fala através do corpo, olhar e atitude. Tenho contratos de trabalhos até final de 2013. Minha agenda está muito apertada. Mas depois, quem sabe?”

– Lembra-se de algum momento engraçado nos bastidores? “Momentos engraçados foram vários. Mas teve um em que eu estourava uma bola de chiclete na cara. Eu não conseguia de jeito nenhum. Chegou uma hora que eu estava com mais de 10 chicletes na boca… mas no final tudo deu certo”.