02.03.2018  /  9:00

Bafão: Cher acusa médico mais rico dos EUA de ter lhe aplicado golpe milionário

Cher e o Dr. Patrick Soon-Shiong || Créditos: Getty Images

Dono do “Los Angeles Times” desde o começo do mês, quando pagou US$ 500 milhões (R$ 1,62 bilhão) pelo jornalão americano, o ex-cirurgião sul-africano naturalizado americano Patrick Soon-Shiong está na mira de Cher, que o acusa de ter lhe passado a perna em outro negócio. O imbróglio teve início em 2015, quando Soon-Shiong foi atrás da cantora para comprar uma participação na start-up de biotecnologia Altor BioScience que ela tinha não fazia muito tempo.

O problema é que, segundo a dona de hits como “Believe” e “If I Could Turn Back Time”, naquela altura o bilionário sabia que a empresa estava tendo progresso em sua busca pela cura de várias doenças e, em razão disso, passaria a valer muito mais, só que esqueceu de mencionar isso na negociação. Cher acabou vendendo para ele a fatia na Altor BioScience – hoje avaliada em mais de US$ 1 bilhão (R$ 3,2 bilhões) – por meros US$ 15 milhões (R$ 48,7 milhões).

Resultado: ela está processando o Dr. Soon-Shiong, a fim de reaver o que afirma ter perdido. Considerado o médico mais rico dos Estados Unidos, com uma fortuna de US$ 7 bilhões (R$ 22,7 bilhões), o agora também barão da mídia já se envolveu em várias outras polêmicas no passado e certa vez chegou a ser comparado a P.T. Barnum, um famoso showman americano (interpretado na telona recentemente por Hugh Jackman, em “O Rei do Show”), por ter “um talento fora do comum para irritar sócios”. Ui! (Por Anderson Antunes)