B-beauty: marcas de beleza brasileiras com proposta ‘clean’, cultura influenciadora e forte apelo ao nacional chamam a atenção no exterior

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0
0

Foi-se o tempo em que apenas maquiagem importada era sinônimo de qualidade, durabilidade, modismo e tecnologia. Atualmente, o mercado de beleza nacional, que segue em ampla expansão, tem ocupado um espaço gigante na necessaire das apaixonadas por make, perfumaria e skincare. Segundo o provedor de pesquisa de mercado Euromonitor International, o Brasil é o quarto maior mercado de beleza e cuidados pessoais do mundo (cosméticos para cabelo e pele a perfumes e produtos para higiene bucal entram nessa categoria). O país fica atrás de Estados Unidos, China e Japão. Na categoria de fragrâncias, os brasileiros estão em segundo lugar, atrás apenas dos americanos.

Com o mercado aquecido, marcas nacionais passaram a ser consagradas dentro e fora do nosso território. O tamanho do reconhecimento foi medido pelo site Business of Fashion (BOF), uma das principais plataformas de discussão de moda em escala global, que fez uma extensa publicação sobre o mercado de beleza do Brasil.

O destaque ficou por conta de uma nova geração das chamadas marcas de “b-beauty”, composta por Bruna Tavares, Simple Organic, Ge Beauty, Meu Q, Just For You, entre outras. De acordo com o veículo, essas empresas estão navegando em uma onda de beleza limpa, cultura influenciadora bombástica e com forte apelo ao nacional.

No entanto, essa não é a primeira vez que nossos produtos viram assunto internacional. Ao ser capa da Allure, principal revista americana beleza, Anitta gravou um tutorial com alguns itens nacionais, o que exaltou o mercado. Segundo ela, nos Estados Unidos as pessoas usam muito mais maquiagem, e “constroem” o rosto de forma bem marcada, diferente do Brasil. “Não usamos tanta cobertura no rosto por causa do clima, com o calor e tudo, temos que ter certeza que poderemos suar sem problemas”, afirmou a cantora.