12.07.2019  /  9:01

Autora do livro que inspirou “Sex and the City” reclama de “censura” no Instagram: “É o cúmulo!”

Candace Bushnell || Créditos: Reprodução

Candace Bushnell, autora do best-seller “Sex and the City” que inspirou a série hit de mesmo nome, afirma ter sido indevidamente censurada no Instagram. É que a escritora está lançando um novo livro intitulado “Is There Still Sex in the City?” (“Ainda Há Sexo na Cidade?”, em tradução livre), que tentou promover outro dia no app mas não conseguiu porque o conteúdo de seu post, que na verdade era um vídeo no qual ela falava sobre sexo com dois homens jovens, foi considerado “explícito” por filtros automáticos.

Na obra que inclusive será adaptada para a telinha, Bushnell, de 60 anos, trata de uma “tendência” cada vez mais em alta em todo mundo, que é a das mulheres de mais idade que namoram garotões – e que nesse caso específico são chamados de “cubs” (“filhotes”) nos Estados Unidos. No videozinho dela barrado pela Insta, o papo girava em torno desse “fenômeno” que lembra uma trama à la “A Primeira Noite de Um Homem” em reverso.

“Era uma brincadeira entre três pessoas adultas sobre um assunto recorrente, ninguém estava vendendo brinquedinhos sexuais”, Bushnell reclamou sobre o ocorrido em entrevista para o “New York Post”. “Eu tentei pagar para promover meu vídeo mas fui censurada sob a alegação de que estava tentando vender conteúdo sexual! É o cúmulo, principalmente quando se leva em conta a quantidade de mulheres usando biquínis minúsculos que pipocam no Insta todos os dias”, completou.

Procurados pelo pessoal do jornal americano, representantes do Facebook – que é dono do Instagram – tentaram se justificar dizendo que todos os dias seus sistemas automáticos revisam milhares de anúncios, e por vezes erros acontecem. “A publicação do post [de Bushnell] foi um desses casos em que houve erro, e nós sentimos muito por isso”, disse um porta-voz do gigante das redes sociais. (Por Anderson Antunes)