27.03.2019  /  10:28

Autobiografia de Michelle Obama está perto de se tornar a mais vendida da história

O livro “Becoming”, publicado no Brasil como “Minha História” || Créditos: Reprodução

Falta pouco para que o livro de memórias escrito por Michelle Obama – “Minha História”, lançado nos Estados Unidos em novembro – se torne a autobiografia mais vendida de todos os tempos no país. Aos números: só no fim do ano passado, a obra teve 7 milhões de cópias comercializadas nos EUA, e desde o começo do ano outras 3 milhões foram compradas por leitores de lá. E como o mercado editorial americano é o maior do mundo, dá até pra dizer que “Minha História” também está perto de se tornar o mais vendido da história em todo o mundo. Em tempo: “A Noite”, publicado em 1960 e no qual o sobrevivente do Holocausto Elie Wiesel conta suas experiências em um campo de concentração nazista, é o atual detentor do título, com cerca de 10,5 milhões de cópias vendidas até hoje na terra do Tio Sam.

O sucesso da mulher de Barack Obama é tão grande que analistas financeiros estão creditando o trabalho dela pelo aumento de vendas de quase 2% registrado Penguin Random House, responsável pela publicação de “Minha História”, em 2018, quando a editora teve receitas de US$ 4,04 bilhões (R$ 15,8 bilhões). Poderosa! (Por Anderson Antunes)