08.10.2020  /  9:44

Astro do country americano teve participação em humorístico cancelada por ter ido a festa sem máscara

Morgan Wallen || Créditos: Reprodução

Bookado meses atrás para se apresentar em um episódio do “Saturday Night Live” que foi ao ar no sábado passado nos Estados Unidos, Morgan Wallen foi avisado pelos produtores da atração aos 45 do segundo tempo que sua presença não era mais desejada por eles. O motivo? Horas antes da exibição ao vivo do SNL, eles tomaram conhecimento de um vídeo do TikTok em que o cantor country é visto badalando sem máscara em uma festa organizada para celebrar a vitória na véspera do time de futebol americano University of Alabama sobre o Texas A&M que rolou em Montgomery, capital do Alabama. “Estava me preparando para me apresentar no SNL, até que recebi uma ligação na qual fui informado que de não poderia mais entrar em cena devido aos protocolos da Covid-19, o que entendo perfeitamente”, o intérprete de “Whiskey Glasses” disse em um depoimento em tom de mea culpa que fez no Instagram.

E não bastasse ter perdido a chance de dar pivô no humorístico mais assistido dos EUA, uma grande realização para qualquer popstar, Wallen ainda foi criticado por ter escolhido curtir a vida adoidado justo no Alabama, um dos estados americanos que mais sofrem com a pandemia do novo coronavírus. A propósito, o SNL do último sábado – que foi a première da 46ª temporada do programa e o primeiro episódio com Jim Carrey imitando Joe Biden, o principal oponente de Donald Trump na corrida pela Casa Branca (além de Maya Rudolph fazendo as vezes de Kamala Harris, a vice na chapa do democrata), teve a maior audiência de uma reestreia em 12 anos, com quase 8 milhões de telespectadores. (Por Anderson Antunes)

*

Abaixo, o depoimento completo de Wallen no Insta [ÁUDIO EM INGLÊS]: