06.01.2020  /  11:50

Astro de “Game of Thrones”, Nikolaj Coster-Waldau está quase trocando a fama pelo ativismo

Nikolaj Coster-Waldau || Créditos: Reprodução

Longe da telinha desde o fim de “Game of Thrones”, em maio do ano passado, Nikolaj Coster-Waldau (Jaime Lannister) está cada vez mais engajado no ativismo do meio ambiente e menos ator de Hollywood. Só para dar uma ideia das atividades dele nos últimos meses, ele esteve em Ruanda, embarcou em uma jornada pelo Peru em setembro, passou pela Amazônia no auge da crise das queimadas que destruiu parte da floresta, e se encontrou com vários representantes de ONGs ambientais da América do Sul.

Coster-Waldau, que é dinamarquês, também é Embaixador da Boa Vontade pelo Programa de Desenvolvimento da ONU (UNDP, na sigla em inglês), título que parece levar muito a sério. Também foi ideia de Coster-Waldau a criação da campanha The Lion’s Share, um selo de “amigo do meio ambiente” que empresas podem usar caso aceitem doar 0,5% de seus gastos publicitários para um fundo em prol da causa verde.

Em tempo: Coster-Waldau tem três filmes rodados que poderão ser lançados ainda nesse ano, são eles o drama “Suicide Tourist” e os thrillers “Notat” e “The Silencing”. A última tentativa do galã de repetir na telona o sucesso que conquistou na televisão foi em maio, com o lançamento do thriller de ação “Domino”, estrelado por ele, e que apesar de ter sido dirigido por Brian De Palma foi massacrado pela crítica especializada e não rendeu muita coisa nas bilheterias. (Por Anderson Antunes)