27.09.2018  /  7:50

Astro de cinebiografia sobre senador americano, Hugh Jackman descarta entrar para a política

Hugh Jackman || Créditos: Getty Images

Apesar de meia Hollywood estar considerando concorrer à presidência dos Estados Unidos, Hugh Jackman não está nem aí para a nova moda entre seus pares na terra do cinema. “[Me candidatar] a um emprego no qual metade do planeta passa a te odiar a partir do primeiro dia [de trabalho]? Não, obrigado! Não tenho estrutura pra isso”, o astro da franquia “X-Men” disse em entrevista para a colunista Cindy Adams, do “New York Post”, descartando logo de cara a possibilidade de um dia entrar para a política.

Jackman será visto em breve na telona em “The Front Runner”, a cinebiografia do senador americano Gary Hart, que entrou na corrida pela Casa Branca em 1988 com grandes chances de se eleger presidente até se tornar alvo de manchetes por conta de um caso extraconjugal. Hoje com 82 anos e afastado há tempos da vida pública em Washington, o político aposentado prestou consultoria para a produção e acabou se tornando amigo do ator australiano.

“Depois que conheci Hart pessoalmente, descobri que ele é um intelectual e fiquei ainda mais nervoso por ter que interpretá-lo”, contou Jackman. “A mídia cobre o cenário político de maneira diferente do que é a realidade. Mesmo sob um microscópio, as lentes são diferentes. Políticos não podem escolher sobre o que podem ou não falar publicamente. Hart achou que podia, mas não conseguiu”.

Vale lembrar que a lista de hollywoodianos que pensaram ou ainda estão pensando em concorrer a cargos públicos nos EUA inclui desde Dwayne “The Rock” Johnson a Oprah Winfrey e, mais recentemente, até Jessica Alba, que é uma das maiores apoiadoras da senadora pela Califórnia Kamala Harris – uma das esperanças dos democratas para as eleições presidenciais de 2020 – e estaria sendo cogitada para ser vice na chapa dela. (Por Anderson Antunes)