05.09.2018  /  10:29

Asia Argento afirma que não vai quitar acordo que fez com ator que a acusa de assédio

Asia Argento e Jimmy Bennett || Créditos: Getty Images/Reprodução

Colocar a boca no trombone para denunciar um suposto assédio sexual que sofreu de Asia Argento pode ter sido um péssimo negócio para Jimmy Bennett, o ator que a acusa. Advogado da estrela italiana, Mark Jay Heller divulgou uma nota em que afirma categoricamente que sua cliente não vai pagar o restante dos US$ 380 mil (R$ 1,58 milhão) referentes a um acordo que ela fez Bennett assinar para evitar que a história ganhasse as manchetes.

Segundo Heller, pelos menos US$ 250 mil (R$ 1,04 milhão) já foram desembolsados pela atriz, que recorreu à estratégia legal por insistência de seu ex, o celebrity chef Anthony Bourdain. “Agora que o Sr. Bourdain faleceu e não pode comentar sobre seu desejo de evitar um escândalo, Asia não vai permitir que o saldo remanescente do valor acordado com Bennett seja quitado”, disse o advogado no comunicado.

Como se não bastasse essa reviravolta, agora é Argento quem afirma ter sido assediada por Bennett, apesar de não ter negado que manteve relações sexuais com ele. “O garoto pulou em cima de mim cheio de tesão… Transamos, mas foi estranho e fiquei congelada”, a atriz escreveu em uma mensagem de texto divulgada há dias e citada por Heller como prova da inocência dela.

No caso de Bennet, o crime teria acontecido em 2013, quando ele era menor de idade. Na mesma época, o jovem que sonhava com uma carreira em Hollywood estava processando os próprios pais, que teriam se apropriado indevidamente de mais de US$ 1,5 milhão (R$ 6,2 milhões) de sua conta bancária – “outra atitude desesperada de tentar arrancar dinheiro a qualquer custo”, segundo Heller. (Por Anderson Antunes)