13.11.2015  /  17:56

As manias e truques de Rafaella Santos, irmã de Neymar e blogueira de sucesso

Rafaella Santos para a revista J.P || Créditos: André Schiliró
Rafaella Santos para a revista J.P || Créditos: André Schiliró

Fã de Rihanna e Beyoncé, a blogueira Rafaella Santos usa todos os recursos disponíveis na internet para mostrar-se fisicamente identificada com elas. A irmã adorada de Neymar conta que nem chorou quando ele tatuou bem grande o rosto dela no braço. A assessora de imprensa pede para deixar o jogador fora da conversa

Por Paulo Sampaio para a revista J.P

Como será o rosto real de Rafaella Beckran, perdão, Santos? Essa é a primeira pergunta que alguém que vai entrevistar a moça se faz, depois de consultar o Instagram dela – tal a transformação observada de foto para foto. Para equivocar ainda mais seus seguidores, Rafaella criou para si um sobrenome inspirado no do meia inglês David Beckham. Tudo começou quando era criança e brincava com uma prima de ser Victoria Beckham, a ex-Spice Girls que se casou com o jogador. Tempos depois, ela passou a usar o ‘Beckran’ em seu ‘Insta’ , que tem 1,7 milhão de seguidores, e assim alguns colunistas a chamam desse jeito até hoje – embora Rafaella já tenha retornado ao Santos da origem. Hoje é apenas @rafaella.
A irmã do atacante Neymar é uma criança crescida. Passa o tempo todo teclando no celular, compartilha tatuagens com as melhores amigas (“love”, “assim seja” e “<3”) e conta que seu prato predileto é “macarronada à bolonhesa com maionese e batata frita”. Assim que ela declara isso, o figurinista Fabricio Miranda sofre um surto de identificação imediata: “Macarronese é o máximo! Adoroo!”, exulta.

Rafaella Santos para a revista J.P || Créditos: André Schiliró
Rafaella Santos para a revista J.P || Créditos: André Schiliró

Ao contrário do que se pode imaginar, a Rafaella Santos da vida real guarda, sim, semelhanças com a garota que aparece nas imagens que ela posta na internet. Tipo: não dá para passar direto por ela na rua, sem conseguir identificá-la. Rafa acredita que, se alguém não a reconhece, é por causa do filtro que ela emprega para dar um tapa na foto. Todo mundo usa o recurso. Seu favorito chama-se Valencia e produz um efeito luminoso no rosto. Para arrematar, ela baixou o aplicativo Rookie Cam, que edita detalhes indesejáveis. Rafaella S. chegou no estúdio a bordo de uma maxiblusa de tricô que mal cobria o microsshort que ela usava por baixo. Veio direto de Santos, no litoral paulista, onde mora com a família. A sessão de fotos estava marcada para o meio-dia, e por isso todos ficaram pasmos quando ela contou que tinha ido dormir às seis da manhã. Com 19 aninhos, um bom maquiador e uma ótima autoestima, quem precisa se preocupar em descansar antes de posar para uma revista?

40 PARES DE TÊNIS

Rafa se tem em alta conta. A parte que mais gosta do corpo são os olhos (cor de mel). A que mais não gosta, bem, ela pensa, pensa e…: “Não tem. Se Deus me fez assim, tenho de achar bom, né?”. Ao usar o algoritmo, ela passa mais a impressão de orgulho do que de resignação. Abduzida pelo mundo da moda, a moça chegou a fazer um curso de dois meses na London College of Fashion, mas descobriu que “não era o queria”. Apesar de estar usando uma bota de cano curto com dezenas de tachinhas de metal, ela prefere os tênis. Tem 40 pares. E uma coleção de chinelos. Na vida dela, como acontece na de tantas jovens de sua idade, as palavras “Rihanna”, “Beyoncé” e “blogueira” caminham juntas. Fã das duas primeiras, ela inaugurou recentemente o Blog da Rafaella, em que aborda temas como “saúde íntima”, “relacionamentos afetivos” e “benefícios da música”. Para defender seus pontos de vista, usa pesquisas colhidas por “universidades da França”, pelo “British Journal of Psychology” e pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Não é fácil reconhecê-la nos textos postados. Sobre a detecção do câncer de mama, por exemplo, ela escreve: “A ideia é que você conheça seus seios detalhadamente e saiba notar qualquer diferença que apareça, seja um caroço, protuberância ou até a eliminação de líquidos pelos mamilos”.
A estrela deste ensaio foi dormir tarde na noite anterior porque ficou assistindo à série “Black List”, uma de suas favoritas. Conta a história de um ex-agente do FBI que se tornou um dos criminosos mais procurados do mundo, com direito a conexões com outros tão perigosos quanto ele, até que fez um acordo de entregá-los – com a condição de trabalhar com uma nova investigadora da agência. Enfim, banditismo + delação premiada + assédio. Para nós, brasileiros, três temas muito familiares. Rafa curte também “Revenge”, um novelão cuja protagonista vive para se vingar das pessoas que causaram a morte de seu pai. O filme que marcou sua vida foi “Se Eu Ficar”: uma garota sofre um acidente no qual perde toda a família. Em coma, seu espírito passa a vagar entre passado e futuro. História para chorar.

Rafaella Santos para a revista J.P || Créditos: André Schiliró
Rafaella Santos para a revista J.P || Créditos: André Schiliró

TRANCOSO E JURERÊ

Rafa foi precedida no estúdio pela assessora de imprensa da família, Daiany Crespo, que prefere ser chamada de Day (“com ‘a’ e ‘y’”). A assessora parece estar ali para tomar conta não só de Rafa, mas do repórter também. Durante a entrevista, ela é assaltada por um tipo de cisma que a leva a desconfiar o tempo todo de que as perguntas não dizem respeito a Rafa, mas ao irmão dela. É uma espécie de “complexo de Neymar”. “Vamos focar na Rafa? Sair do Neymar?”, sugere. Vamos. (Só por isso, dá vontade de desobedecer.) Será que se pode perguntar se há pessoas – especialmente mulheres – que se aproximam de Rafa apenas para chegar em Neymar? “Não tem chance, eu sou ciumenta”, diz a garota. Day pede para falarmos (mais) do blog, que “tá dando supercerto”. São 90 mil visitas por mês. Rafa conta que tem postado vídeos curtos, sobre temas como relacionamento homem-mulher, sexo, traição. Muito instrutivos.
O programa favorito dela é sair com as amigas para dançar. “Gosto de lugares com muita gente. Em Trancoso [no Réveillon] fiquei onde estava o povão.” O “povão” a que ela se refere são os milionários & celebridades que engarrafam a região no fim do ano. Em dezembro próximo, ela planeja ir para o Balneário Camboriú, em Santa Catarina, onde a família tem uma casa. Durante a temporada, pretende fincar seu guarda-sol em Jurerê Internacional, a praia dos baladeiros em Florianópolis. Enquanto Rafa fala, um anel e uma aliança de brilhante cintilam no dedo anular da mão esquerda; na direita tem mais. Tudo presente de Neymar pai, que não mede esforços quando se trata de multiplicar a fortuna da família. “Meu pai faz tudo o que eu quero”, diz Rafa, para dimensionar o quanto ele a mima. Neymar Júnior idem. Em um momento de distração, Day se permite dizer que o jogador “é doido pela irmã”. Rafa faz a displicente. Conta que, quando o irmão tatuou seu rosto no braço, ela nem notou: “A gente estava em Barcelona, na cozinha de casa, e ele me perguntou: ‘Não tá reparando?’”. Só aí ela disse: “Ah, você me fez!”. A lembrança da cena desperta em Rafa uma suspeita: “Acho que ele queria que eu chorasse”. Mas ela não chorou não. Pensar que tanto marmanjo, por muito menos, beijaria os pés do craque aos prantos.