28.09.2016  /  18:27

ArtRio aposta em galerias nacionais e colecionadores estrangeiros

a
Brenda Valansi e Luiz Calainho || Crédito: Juliana Rezende

Uma das mais importantes feiras de arte do mundo, a ArtRio chega a sua 6ª edição com mais de 70 galerias no Píer Mauá, no Centro do Rio. O evento, que abre nesta quinta-feira para o público, traz galerias consagradas como a David Zwirner, de Nova York, e a Gary Nader Fine Art, de Miami, além das nacionais Fortes Vilaça, de São Paulo, e a Gentil Carioca, do Rio. Mas por conta da crise, a ArtRio conta com poucas galerias internacionais, apenas 16 são de outros países. Entras as estreantes, 19 entram na programação, sendo 11 brasileiras e o restante da Argentina, Alemanha e Estados Unidos.

“Dentro do cenário, estou feliz com o resultado. Desde que a crise começou a aparecer, nossa ideia foi de privilegiar as galerias brasileiras, que é o nosso mercado. Ao invés de ficar buscando galerias internacionais, vamos trazer muitos colecionadores estrangeiros. Serão cerca de 40 nesta edição. Quando a gente sentir que o mercado está de novo preparado para as galerias internacionais, elas estarão de volta, com certeza”, explicou Brenda Valansi, uma das sócias da ArtRio.

Já Luiz Calainho, também sócio da feira, acredita que o evento vai trazer um respiro para a cidade pós Olimpíadas. “Esse último ano foi um desafio em todos os sentidos: econômico, político… E esse é o primeiro grande evento no Rio depois da Olimpíada. Acho que agora as coisas vão começar a tomar um caminho e isso começa a gerar segurança, associado a esse lugar. Porque o Boulevard Olímpico se transformou em um grande xodó do Rio”.

a
Galeria Frente com obras de OsGemeos, na ArtRio || Crédito: Instagram

ArtRio 2016
Quando: 29 de setembro a 02 de outubro – quinta-feira a domingo
Onde: Píer Mauá – Av Rodrigues Alves 10 – RJ – Entrada entre os armazéns 1 e 2
Entrada: R$ 30