16.11.2020  /  14:43

Articulação e entrevista de Barack Obama a Pedro Bial ocorreram em sigilo absoluto. Nem a produção do programa sabia

Bial e Obama: segredo de estado || Créditos: TV Globo / divulgação

O anúncio da entrevista de Barack Obama a Pedro Bial, que irá ao ar nesta segunda-feira, no “Conversa do Bial”, na Globo, pegou todos de surpresa, inclusive a equipe do programa. Glamurama conversou com fontes de dentro da Globo, que explicaram como tudo aconteceu: “O Bial articulou tudo com a editora responsável pelo livro do Obama no Brasil e gravou a entrevista nesse domingo sem avisar a produção. Eles só souberam depois do papo acabar”, contou.

Apesar de já ter participado de  eventos no Brasil, essa foi a primeira vez que o ex-presidente dos Estados Unidos concedeu uma entrevista exclusiva para o país. No papo, o todo-poderoso falou sobre o lançamento de “Uma Terra Prometida”, o primeiro volume dos seus livros de memórias, pandemia, a vitória de seu ex-vice Joe Biden nas eleições norte-americanas e a relação com o Brasil, inclusive sobre o posicionamento negaciosnista de Jair Bolsonaro para a pandemia e as queimadas na Amazônia, além da derrota de Donaldo Trump, aliado do presidente brasileiro: “Minha esperança é que, com a nova administração de Biden, há uma oportunidade de redefinir essa relação. Sei que ele vai enfatizar que a mudança climática é real, que Estados Unidos e Brasil têm um papel de liderança a desempenhar. Sei que ele vai valorizar a ciência sobre a Covid-19, e o fato de que o vírus é real”, disse Obama para Bial.

Outro ponto que chama a atenção, é que anos atrás Bial confessou que tinha o desejo de entrevistar duas personalidades, o Papa Francisco e o próprio Barack Obama. Pelo menos um deles, o jornalista já foi abençoado.