02.04.2014  /  11:47

Arcebispo americano é criticado por gastar demais em casa episcopal

Wilton Gregory, chefe da igreja católica de Atlanta, está sendo cobrado

Enquanto o Papa Francisco continua fazendo a alegria da imprensa romana, a situação do arcebispo de Atlanta, é bem diferente. Wilton Gregory, que chefia a igreja católica na cidade norte-americana, está sendo duramente criticado pela mídia local por ter gasto dinheiro da igreja na construção de uma nova casa episcopal de quase 600 metros quadrados que consumiu cerca de US$ 2,2 milhões.

O dinheiro é proveniente da herança doada para a diocese de Atlanta pelo falecido empresário Joseph Mitchell, sobrinho da escritora Margaret Mitchell, a autora do clássico “E o Vento Levou…”. Morto em 2011, Joseph havia deixado todo o patrimônio que possuía, estimado em US$ 15 milhões, para a diocese, e exigiu que a soma fosse investida em obras sociais.

Por conta da polêmica, Wilton já pediu desculpas publicamente e admitiu que “perdeu o controle” com os gastos da construção. Ele também disse que pretende vender a nova casa episcopal e se me mudar para outro endereço, bem mais modesto. “Seguirei o exemplo do Santo Padre,” disse o arcebispo em comunicado. (por Anderson Antunes)