23.05.2020  /  8:55

Apresentador americano que perdeu o emprego por causa de Ronan Farrow cogita processar o jornalista

Matt Lauer e Ronan Farrow || Créditos: Reprodução

Alguns dos famosos que caíram em desgraça depois de terem sido alvos de reportagens sobre suas supostas más condutas sexuais no ambiente de trabalho, todas assinadas por Ronan Farrow, cogitam uma ação conjunta contra o jornalista americano por calúnia e difamação. Um dos mais entusiasmados com a ideia é Matt Lauer, o ex-âncora do talk show matutino “Today Show”.

Principal nome do jornalismo da rede americana de televisão “NBC” durante mais de duas décadas, Lauer perdeu o emprego e viu sua reputação indo pelo ralo no fim de 2017 quando vieram à tona detalhes de casos de assédio atribuídos a ele que seriam publicados no livro “Catch and Kill” (“Pegar e Matar”, em tradução livro), lançado pelo filho de Mia Farrow e Woody Allen no ano passado.

Antes da publicação da obra que deixou vários bambambãs da “NBC” com o sono alterado, em 2018, o vencedor do Pulitzer já tinha revelado que chegou a receber ameaças explícitas para não “prejudicar” ninguém, e inclusive Harvey Weinstein, outro dos poderosos que foram do céu ao inferno por causa de suas matérias bombásticas. Lauer, por sinal, leu “Catch and Kill” apenas recentemente.

Em tempo: quem tiver interesse em entender um pouco mais dessa história deve assistir a série “The Morning Show”, da Apple TV+, que é inspirada nos dramas de bastidores do “Today Show” e na queda de Lauer. A atração à lá roman à clef é estrelada por Jennifer Aniston, Reese Witherspoon e Steve Carell, este último no papel de um apresentador que perde todo seu prestígio. (Por Anderson Antunes)