23.01.2015  /  8:19

Após prisão de hacker, Madonna volta às redes para pedir privacidade

Créditos:
“O fim da privacidade é algo que nenhum de nós está preparado”, desabafou pelo Instagram e pelo Facebook || Crédito: Reprodução Instagram

Depois de ter agradecido ao FBI, a polícia israelense e a todos que ajudaram na prisão de um hacker suspeito de ter vendido suas canções na internet, Madonna pede agora mais privacidade. “O fim da privacidade é algo que nenhum de nós está preparado”, desabafou nas redes sociais, nessa quinta. O post já tem 36 mil likes no Facebook e 47 mil no Instagram.

Na foto, Madonna marcou três nomes: o brasileiro Giovanni Bianco, responsável pela direção de arte de seu disco, o fotógrafo Mert Alas e o artista plástico Doug Abraham. No dia anterior, Madonna já havia soltado o verbo também pelas redes: “A invasão da minha vida – criativa, profissional e pessoal – continua sendo uma experiência profundamente devastadora e dolorosa, como deve ser para todos os artistas que são vítimas deste tipo de crime”.

* Rebobinando a fita… O suspeito israelense foi preso nessa quarta-feira. Em dezembro, faixas incompletas de “Rebel Heart”, novo álbum de Madonna, vazaram antes do lançamento. Mundo louco.