Carlos Ghosn || Créditos: Divulgação

Após fuga do Japão, o executivo Carlos Ghosn será professor de executivos no Líbano

29.09.2020  /  18:08

Carlos Ghosn || Créditos: Divulgação

O ex-presidente da Renault e da Nissan, Carlos Ghosn, vai lançar programa universitário de gestão e negócios no Líbano nove meses depois de fugir do Japão, onde estava enfrentando um julgamento por crimes financeiros. Ele vivia sob fiança desde abril de 2019 e diz ter organizado sua fuga para Beirute sozinho. A ele é atribuído o crédito por recuperar as montadoras antes de enfrentar as acusações que ele nega veementemente. 

Agora, o executivo francês de origem libanesa revelou suas ideias para modernizar a escola de administração da Université Saint-Esprit de Kaslik. Ghosn planeja programas de orientação a executivos, treinamento em tecnologia e assistência a startups, com a finalidade de abrir vagas de empregos no país que vive uma profunda crise. “O objetivo é criar empregos, trabalho e empreendedores que permitam que a sociedade faça seu papel na reconstrução do país”, afirmou em entrevista na universidade nesta terça-feira (29). (Por Giorgia Cavicchioli)