09.05.2019  /  8:27

Após entrevista bombástica na qual detonou Diane Keaton e De Niro, Anjelica Huston se desculpa

Anjelica Huston || Créditos: Reprodução

Por causa da entrevista bombástica que deu para a “New York Magazine” na semana passada, Anjelica Huston se viu forçada a pedir desculpas. Nessa quarta-feira, durante uma participação no programa de rádio do apresentador Andy Cohen, a estrela hollywoodiana eternizada como a Mortícia Addams em “A Família Addams”, hit cinematográfico de 1991, afirmou que nunca teve a intenção de ferir os sentimentos de ninguém. “Mas se eu fiz isso, que volte tudo pra mim”, declarou a veterana da telona.

Entre outras coisas, a atriz de 67 anos defendeu Woody Allen e Roman Polanski das acusações de abuso sexual que pesam contra os dois cineastas e que classificou como “histórias mal contadas”, e cutucou até a ex-bff Diane Keaton, dizendo que não quer terminar a carreira “como alguém que topa até interpretar uma líder de torcida desesperada” – Keaton estará de volta nos cinemas nessa sexta-feira na comédia “Poms”, na qual vive uma personagem que se encaixa direitinho na descrição de Huston.

Sobrou até pra Robert De Niro, que de acordo com a outrora namorada de Jack Nicholson “deve gostar tanto de dinheiro que topa atuar em qualquer filminho”. Apesar do aparente recuo, Huston lembrou no bate papo com Cohen que já escreveu mais de um livro só para detonar os colegas com quem dividiu os sets no passado. “Está tudo lá [as críticas], venho falando isso há tempos”, completou. (Por Anderson Antunes)

*

Abaixo, a declaração completa de Huston no programa de Andy Cohen [ÁUDIO EM INGLÊS]: