25.04.2019  /  7:50

Apoiado por colegas, Jussie Smollett se reúne com produtor de “Empire” para discutir retorno à série

Jussie Smollett || Créditos: Wikimedia Commons

O futuro de Jussie Smollett em Hollywood já está sendo discutido por alguns dos maiores bambambãs de lá. Agora que está livre da acusação de que teria forjado o polêmico ataque homofóbico que denunciou ter sofrido no começo do ano, o ator espera ser chamado novamente para integrar o elenco de “Empire”, a série da “Fox” na qual ele interpreta o personagem Jamal Lyon (em troca de um salário, no momento suspenso, estimado em US$ 100 mil/R$ 398,6 mil por episódio) desde a primeira temporada, lançada em 2015.

E para isso Smollett conta com o apoio de vários outros integrantes do elenco principal da atração, que recentemente entraram em contato com os executivos que comandam a rede americana de televisão para clamar pela volta dele. “Ele é inocente e não é mais investigado por nenhum crime”, a turma argumentou em uma carta endereçada aos chefões e co-assinada por Taraji P. Henson e Terrence Howard, entre outros, lembrando que não faz muito tempo eles se recusaram a assinar um cartão amistoso que teria o colega como destinatário.

O apelo em grupo pode ter surtido efeito, já que nessa quarta-feira Smollett foi visto almoçando junto com Brett Mahoney, um dos produtores de “Empire”, no restaurante Lafayette que fica na região do NoHo, em Nova York – os dois deixaram o local sem falar com repórteres. O mais provável é que o astro quase caído da telinha seja restabelecido no emprego, até porque a “Fox” não tem mais motivos para cortar relações com seu funcionário mais comentado no momento e a essa altura só quer saber de evitar confusão. (Por Anderson Antunes)