02.01.2019  /  11:26

Apesar de um 2018 muito difícil, Les Moonves terminou o ano em grande estilo. Vem saber!

O mega-iate onde Moonves passou o réveillon || Créditos: Getty Images/Reprodução

Acusado de assédio sexual no ambiente de trabalho e prestes a entrar em uma batalha judicial contra seus ex-empregadores que promete ser épica, Les Moonves pode até ter perdido o job dos sonhos que tinha há décadas como chefão da gigante de mídia dos Estados Unidos “CBS”. Mas se tem uma coisa que o mega-executivo americano não deverá perder tão cedo é o gosto dos quais só mesmo os muito ricos podem gozar, e também os amigos abonados e poderosos de todas as horas que não somem de cena mesmo nos momentos mais difíceis.

A prova disso é que Moonves se despediu de 2018 a bordo do mega-iate de US$ 590 milhões (R$ 2,29 bilhões) de outro magnata de Hollywood, David Geffen. Ancorada em um porto particular de St. Barth desde o começo da última semana do ano passado, a embarcação com 138 metros de comprimento batizada “Rising Sun” foi palco de uma festa épica de réveillon que teve o bambambã caído entre os principais convidados.

Além dele, também estavam lá a ex-mulher de Rupert Murdoch, Wendi Murdoch, e o vice-presidente do conselho da “NBCUniversal”, uma das maiores concorrentes da CBS nos EUA. Geffen, que co-fundou os estúdios DreamWorks junto com Steven Spielberg e Jeffrey Katzenberg e embolsou uma bolada com a venda da empresa em 2016 costuma usar o Rising Sun para socializar com famosos de todas as áreas, e só no ano passado o bilionário recebeu gente como Michelle e Barack Obama, Tom Hanks e Oprah Winfrey em seu brinquedinho marítimo. (Por Anderson Antunes)