31.05.2020  /  9:00

Apesar de reaproximação, Jen Aniston e Brad Pitt provavelmente nunca mais formarão um ‘casal normal’. Entenda!

O ex-casal em seu último encontro público, nos bastidores do SAG Awards desse ano || Créditos: Reprodução

Um pacto que Jennifer Aniston e Brad Pitt fizeram um pouco antes de sua badalada subida ao altar, em 2000, pode explicar tanto o divórcio deles cinco anos mais tarde quanto sua recente e tão comentada reaproximação. É que Aniston e Pitt nunca deram muito bola pra esse negócio de oficializar relacionamentos, mas mesmo assim decidiram trocar alianças, desde que ambos estivessem de acordo que o que era pra ser, seria e, sobretudo, que sua relação jamais poderia ser definida por rótulos tal como fazem os casais comuns.

Pelo menos o astro já havia falado desse tal pacto em uma entrevista que deu muito tempo atrás para a “Vanity Fair”, e também em uma conversa que teve com Oprah Winfrey quando sentou no sofá da apresentadora em 2004, pouco antes de seu polêmico rompimento com Aniston e de seu igualmente escandaloso subsequente affair com Angelina Jolie – um clipe da participação dele no “The Oprah Winfrey Show” surgiu nessa semana nas redes, depois de ser repostado no canal oficial do “OWN”, o canal de Winfrey, no YouTube.

De fato, Aniston e Pitt nunca foram um casal como outro qualquer, apesar de terem formado um que entrou para a história de Hollywood justamente por causa da imagem de perfeição que passava. E, mais do que isso, o compromisso que eles firmaram no passado deixa bastante claro que daqui pra frente, e independente do que aconteceu no passado, a possibilidade de que voltem a ter algo mais concreto e mesmo de serem um exclusivo do outro é quase nula, para a tristeza daqueles que ainda shippam os dois. (Por Anderson Antunes)

*

Abaixo, o clipe de Pitt no “The Oprah Show” que ressurgiu nas redes recentemente [ÁUDIO EM INGLÊS]:

Reaproximação de Brad Pitt e Jennifer Aniston teria nome e sobrenome… Saiba tudo aqui!