Luiz Fux || Créditos: Nelson Jr./SCO/STF

Apesar de falas contra a corrupção, posse de Fux é vista apenas como uma formalidade

11.09.2020  /  16:11

Luiz Fux || Créditos: Nelson Jr./SCO/STF

O ministro Luiz Fux tomou posse, nesta quinta-feira (10), como presidente do Supremo Tribunal Federal e fez um discurso dizendo que não vai admitir a agressão ao STF nem qualquer tipo de recuo no combate à corrupção no Brasil. “Não economizarei esforços para manter a autoridade e a dignidade desta Corte, conjurando as agressões lançadas pelos descompromissados com a pátria e com o povo”, disse ao substituir Dias Toffoli. No entanto, a cerimônia, que tomou as manchetes dos jornais brasileiros, não causou o mesmo impacto nos outros ministros. Eles acreditam que ser presidente do Supremo é “só um cargo” e que serve apenas para dar entrevistas para a imprensa. No caso de Fux, mais especificamente, declarações para a TV Globo. Fora organizar a pauta de julgamentos no pleno, os colegas não acreditam que ele influi nas turmas onde se vota quase todas as pautas importantes. (Giorgia Cavicchioli)