06.07.2015  /  12:55

Aos 69, Toquinho revela que está aprendendo a jogar golfe e a dançar

a
Toquinho completa 69 anos neste segunda-feira || Crédito: Divulgação

De pequeno ele não tem nada. Toquinho, um dos maiores nomes da música brasileira, completa nesta segunda-feira 69 anos. Ele, que além de cantor é compositor e violinista, bateu um papo com o Glamurama e revelou segredos que pouca gente sabe. Confira!

Por Denise Meira do Amaral

Glamurama – Por que sua mãe te deu o apelido de Toquinho?
Toquinho – Porque eu crescia pouco na primeira infância, e ela, carinhosamente, me chamava de “meu toquinho de gente”. O apelido se estendeu pela família e amigos e continuou como nome artístico.

Glamurama – Qual a lembrança mais forte que você carrega da sua infância?
Toquinho – São muitas. A rua onde morava, sempre com muitos amigos, os campos de várzea onde jogava futebol, as idas aos treinos do Corinthians junto com meu pai e meu irmão, quando podia ver de perto os meus ídolos daquela época – Claudio, Luizinho, Baltazar -, a primeira namoradinha, que morava em frente de casa…

Glamurama – Como é completar 69 anos? O que a maturidade traz? E o que ela leva?
Toquinho – Ah, de pronto talvez seja só o acréscimo de um número, a porta de saída dos sessenta, que eu procuro considerar como o vestígio de uma nova década na qual a maturidade me levará a saber lidar ainda mais com a liberdade de assumir impulsos e devaneios.

Glamurama – Conte três coisas que pouca gente sabe sobre você.
Toquinho – Sou um eficiente “chef de cuisine” no preparo de vários tipos de massas e camarões, estou aprendendo a jogar golfe e vou ter aulas de dança com Carlinhos de Jesus.

Glamurama – O que gosta de fazer quando não está nos palcos?
Toquinho – Ficar com os filhos, reunir amigos para uma noite de sinuca, acompanhar as notícias e, no congestionamento, assistir às novelas.

Glamurama – Esse ano você completa 50 anos de carreira. Olhando para trás, do que você mais se orgulha?
Toquinho – Dentre tantos aspectos, a constante evolução como artista e como homem que procura reformular o aprendizado para tocar violão cada vez melhor, compor com mais simplicidade e respeitar as diferenças entre as pessoas.

Abaixo, uma galeria de fotos com Toquinho na primeira comunhão, e ao lado de Chico Buarque, Tom Jobim e Vinicius.