06.06.2016  /  18:07

Aos 64 anos, morre o artista plástico Tunga, no Rio de Janeiro

Tunga estava internado no RJ desde o dia 12 de maio  ||  Crédito: Divulgação
Tunga estava internado no RJ desde o dia 12 de maio || Crédito: Divulgação

Notícia triste para o mundo das artes. Morreu na tarde desta segunda-feira, no Hospital Samaritano da zona sul do Rio de Janeiro, o artista plástico Tunga. Pernambucano radicado no Rio, lutava contra um câncer e estava internado desde o dia 12 de maio.

Uma das figuras mais emblemáticas da cena artística nacional, Tunga foi o primeiro artista contemporâneo do mundo a ter uma obra exposta no Louvre, em Paris. Certamente a arte contemporânea brasileira perde um de seus mais irreverentes representantes. “Estou muito triste. Trabalhei com Tunga por muitos anos, ficam as lembranças e boas recordações de um artista admirável”, comentou a galerista Luisa Strina por telefone.

Andre Millan, da Galeria Millan, era o atual representante de Tunga no país. O galerista embarcou de Paris para São Paulo na tarde de hoje e, segundo sua assessoria de imprensa, só irá se manifestar sobre a morte do artista quando desembarcar em solo brasileiro. O enterro acontece nesta terça, no cemitério São João Batista, no bairro de Botafogo.