16.09.2016  /  16:14

Aos 38 anos, Carol Dieckmann fala sobre rotina e vida saudável em Miami

a
Carol Dieckmann em ensaio para a Revista J.P || Crédito: Daniel Klajmic/Revista J.P

Carolina Dieckmann completou 38 anos nesta sexta-feira com uma rotina totalmente nova. Ela, que deu um rasante no Brasil para o lançamento do filme “O Silêncio do Céu”, bateu um papo com Glamurama no começo desta semana para falar sobre sua nova rotina em Miami. Para quem não sabe, ela, Tiago Worcman e o pequeno José trocaram o CEP brasileiro pelo americano há alguns meses: “Não ser observada é um descanso para a existência”, disse. Em sua conta no Instagram, a atriz ainda prestou uma homenagem a Domingos Montagner, morto nessa quinta-feira: “Só momentos lindos com você… só coisas boas. Vou te levar pra sempre, em alegria, sorrisos e muito amor! Bom voo, parceiro”.

Glamurama – Como está a sua vida em Miami?

Carol Dieckmann – Está muito legal. Miami é uma cidade friendly, solar, tem esse lado do Rio, mas tem um aspecto americano muito bom. As coisas funcionam, as pessoas se comportam no trânsito, você não tem medo de andar com a janela aberta,  de dormir com a porta aberta. Meu filho vai para a escola de bicicleta, muitas vezes sozinho. Ando de bicicleta o tempo inteiro, não pego carro lá. Às vezes vou jantar com o Tiago às 22h e voltamos de bicicleta.

Glamurama – E ainda tem o fato de você não ser tão conhecida por lá como no Brasil…

Carol Dieckmann – Sim, e mesmo as pessoas que me conhecem não se dão conta de que sou eu. Esse anonimato eu nunca tinha experimentado. Porque eu sou famosa desde os meus 13 anos. Não que renegue isso, eu cresci assim, está tudo certo, você não ser observada é um descanso para a existência.

Glamurama – E a sua rotina por lá?

Carol Dieckmann – Levo as crianças na escola e vou para meu curso de inglês. Três vezes por semana estudo cinco horas por dia e nos outros dois dias estudo sete horas por dia. Eu falava inglês quando era adolescente e fui esquecendo, então decidi fazer um intensivo até dezembro, que era o prazo combinado que eu estaria de licença da Globo. Em janeiro tudo vai ser conversado de novo, não sei se vou continuar em Miami, ou se vou ficar indo e vindo…

Glamurama – Você completou 38 anos com esse corpo e essa pele… Qual seus cuidados?

Carol Dieckmann – Acho que nunca tive uma rotina de exercícios tão boa quanto em Miami. Como não tenho sessão de fotos, gravação, consigo passar uma hora na academia todos os dias e fazer uma coisa que sempre tive vontade, que é aeróbico. O Tiago sempre me falava: “Carol, uma hora seu coração vai parar”, e botava um monte de medo em mim. Agora eu tô fazendo transport, fico 40 minutos ali e dou uma suadinha. Daqui a pouco conto se fez diferença para o meu corpo (risos).

Glamurama – E musculação?

Carol Dieckmann – Não faço de maneira alguma. Já tenho muita propensão para criar músculos, porque fiz ginástica olímpica na adolescência. E quanto à pele, sou totalmente relaxada. Acho que isso ajuda também, sabia? Não ficar toda hora indo para dermatologista, lixando, colocando ácido…  Pego meu sol na hora boa, não tenho botox, não tenho nada. Só bebo muita água e sou feliz – o que faz diferença pra mim.

Quais são seus próximos projetos?

Carol Dieckmann – Vou lançar em janeiro um filme de terror, o “Aurora”, e depois tenho essa conversa com a Globo, que vai decidir se eu vou fazer uma nova minissérie ou não. Mas até lá estou de estudante (risos).