10.08.2020  /  11:59

Aos 36 anos, Mark Zuckerberg se junta a Bezos e Gates em seleto clube de centibilionários

Mark Zuckerberg || Créditos: Reprodução

O mais novo integrante do seleto clube de centibilionários é um que criou todo um negócio a partir de uma ideia original que teve justamente para participar dessas agremiações mais exclusivas: Mark Zuckerberg. Cofundador, CEO e maior acionista do Facebook, o empresário de 36 anos agora tem estimados US$ 102 bilhões (R$ 548,8 bilhões) de patrimônio graças à disparada da ação do gigante das redes sociais na bolsa eletrônica NASDAQ desde o começo da pandemia, um fenômeno que também fez aumentar o valor de mercado de várias outras empresas de internet nesses tempos em que centenas de milhões de pessoas em todo o mundo estão passando mais tempo em casa surfando na rede.

Além de Zuckerberg, há apenas outros dois centibilionários no planeta atualmente: Bill Gates, cofundador da Microsoft, com US$ 121 bilhões (R$ 651 bilhões), e Jeff Bezos, fundador e CEO da Amazon, com US$ 187 bilhões (R$ 1 trilhão), pelos cálculos da Bloomberg. Apesar de ter feito fortuna no universo da tecnologia, Gates hoje em dia mantém a maior parte de seus bilhões na holding Cascade Investments, que por sua vez investe em inúmeras outras áreas e no passado já teve até uma fatia da Petrobras. Já Bezos tem ficado cada vez mais rico devido ao número crescente de novos clientes de e-commerce que estão indo às compras online por estarem em quarentena.

Voltando a Zuck, reza a lenda que o Face nasceu de um sonho dele, ainda como estudante em Harvard, de bolar uma forma de ser aceito nos clubinhos de fraternidade da famosa universidade, e nos quais a entrada era calculada não apenas nas boas notas dos alunos mas principalmente em sua fina estampa e sociabilidade, atributos que, convenhamos, nunca foram os melhores no caso do marido de Priscilla Chan. (Por Anderson Antunes)