02.08.2019  /  10:27

Aos 15 anos, MC Soffia amplia seu conteúdo musical ao abordar a história dos negros africanos no novo single “É o Hype”

Mc Soffia || Créditos: Reprodução

Mc Soffia não é mais criança, acostume-se. A rapper, que entrou no mundo da música aos seis anos através da organização infantil ‘Futuro do Hip Hop’, explodiu na internet quando lançou ‘Menina Pretinha’, que falava sobre a autoaceitação do negro desde a infância. Hoje, aos 15 anos, a sua linha de pensamento não mudou. “A única diferença é que antigamente eu fazia música exclusivamente para o universo infantil, até porque eu era uma criança. Atualmente busco atingir o pré-adolescente e o jovem, sempre trazendo alguma reflexão”, diz Mc Soffia ao Glamurama. “Falo sobre o que eu estou vendo por aí, situações que acontecem, mas não deveriam: preconceito e racismo, por exemplo”, completa.

Mesmo com muito trabalho, Soffia consegue conciliar o estudo com a carreira e ao longo desse ano tem lançado alguns singles de seu novo EP ““Soffisticada”. O primeiro foi “Money” e, nesta sexta-feira, apresenta uma nova música, chamada ‘É o Hype’. A canção fala sobre a invasão dos europeus na África e mostra que a educação é a maior arma contra o racismo. “Esse single fala bastante sobre a questão dos europeus terem entrado no continente africano, roubado o ouro e muitas outras coisas valiosas desse povo. Hoje em dia, as pessoas fingem que nada aconteceu. O continente africano é lembrado pela sua pobreza e só falam como muitas pessoas lá vivem em situação precária. Nós precisamos estudar a história desse povo, eles fazem parte do povo negro brasileiro”, revela.

Ainda sobre o assunto, Soffia destaca a importância do ensino sobre a afrocultura dentro das escolas desde cedo. “A cultura afro precisa ser valorizada. Não aprendemos nada sobre isso nas escolas e muitas crianças negras acabam não entendo as suas características: a largura do nariz, da boca, a forma do cabelo. E elas são alvo de racismo. Quando alguma situação racista acontecer, o certo seria ensinar sobre o povo negro e sua história, assim as crianças brancas também criariam consciência”, conta.

View this post on Instagram

Indo embora ✌?

A post shared by MC Soffia (@mcsoffia) on

No Instagram, Mc Soffia chama a atenção também pelo estilo, que traz referências de grandes cantoras como Rihanna e Beyoncé. A rapper começou a se empoderar e se aceitar desde pequena, sempre com a ajuda da mãe. “Eu aprendi a gostar do meu cabelo, a achar o black incrível. Quando você não se aceita, deixa de fazer muitas coisas por isso. A autoestima é tudo e saber que eu ajudo várias meninas é maravilhoso. A internet também é uma grande fonte de ensinamento e tem muito conteúdo que ajuda na autoaceitação”, diz.

E falando sobre as divas do pop que ela ama, Mc Soffia não esconde que um dos seus maiores sonhos é expandir a carreira para o exterior. “Eu quero primeiro ser reconhecida em todo o Brasil, passar por todas as cidades. E depois o mundo”, revela a cantora.

View this post on Instagram

Preto básico ??

A post shared by MC Soffia (@mcsoffia) on