08.08.2018  /  6:45

Ao revelar que Brad Pitt não está pagando pensão, Angelina Jolie rompeu acordo que fez com o ex

Brad Pitt e Angelina Jolie || Créditos: Getty Images

A notícia de que Brad Pitt não pagou até agora nenhum valor significativo de pensão para os seis filhos que teve ou adotou com Angelina Jolie está sendo interpretada como uma declaração de guerra pelo ator por parte de sua ex. Divulgada nesta terça-feira depois que a advogada de Angie, Samantha Bley DeJean, arquivou a reclamação junto aos papeis do processo de divórcio deles, que corre na Corte Superior de Los Angeles, a bomba coloca por chão um acordo que os dois haviam feito há meses para tratar do imbróglio apenas na frente de um juiz privado, a fim de evitar vazamentos desse quilate para a imprensa.

Para os integrantes do #TeamPitt, a atriz tenta, mais uma vez, manipular a opinião pública com o único objetivo de arranhar a imagem do astro de “Clube da Luta”. Jolie e Pitt se separaram em setembro de 2016, em razão de um suposto comportamento agressivo da parte dele. Na época, ela chegou a escolher o dia e o horário para anunciar ao mundo que a decisão de encerrar a relação foi sua só para evitar que Pitt tivesse sua versão dos fatos publicada a tempo nas revistas semanais de celebridades dos Estados Unidos.

Fontes próximas dele confidenciaram para o “New York Post” que Jolie tem sido “extremamente difícil” durante todo esse imbróglio, apesar de que a atriz e ativista social já disse em entrevistas que seu maior interesse é o bem estar de seus herdeiros. A única certeza é que dinheiro certamente não é um problema para o ex-casal: a fortuna individual de cada é estimada em pelo menos US$ 200 milhões (R$ 753,4 milhões), e inclui até uma vinícola na região da Provença, na França, que eles continuam tocando em sociedade apesar do clima bélico em que vivem atualmente. (Por Anderson Antunes)