10.07.2015  /  10:20

Antonio Guerreiro e as musas que passaram por suas lentes – e sua vida

CINE antonio
Antonio Guerreiro, foto de Claudia Raia feita por ele, Tony Ramos conferindo a exposição, Luiza Brunet para as lentes do fotógrafo e umr etrato de Andrea Dellal || Créditos: Leo Marinho

Antônio Guerreiro, uma das maiores referências na fotografia editorial brasileira entre os anos 70 e 90, dono de um acervo imenso com retratos das maiores personalidades do país desse período, não apresentava uma exposição individual há 15 anos. Esse hiato terminou na noite dessa quinta-feira, quando inaugurou a mostra “Antônio Guerreiro – O Homem que Amava as Mulheres”, na Galeria da Gávea, no Rio. Em exibição, 30 registros feitos por suas lentes, inclusive retratos inéditos, em Polaroid. São fotos profissionais e outras da intimidade do cotidiano do artista. Vários ensaios sensuais estão expostos [muitos deles nus], de atrizes do peso de Sonia Braga e Sandra Brea [ex-mulheres de Guerreiro], além de Luiza Brunet, Claudia Raia e Monique Evans.

* A gente bateu um papo com o fotógrafo, que, filho de um rico industrial português, nasceu em Madri, mas fixou domicílio carioca ainda aos 5 anos. Vem ler (por Michelle Licory)!