16.11.2018  /  8:44

Anna Wintour não será uma das vítimas de “corte sanitário” promovido por editora americana

Anna Wintour || Créditos: Getty Images

Anna Wintour não somente se mantém firme e forte no posto de editora-chefe da “Vogue” americana como ainda será a única executiva da Condé Nast, que é dona da revista, a manter um banheiro próprio em seu escritório depois da mega reforma que a editora fará em sua sede no One World Trade Center, em Nova York. Presente no prédio desde 2014, a Condé Nast decidiu diminuir seus domínios por lá a fim de sublocar o espaço que sobrar para terceiros em mais uma tentativa de cortar despesas e aumentar as receitas, que têm caído ano após ano.

Outros poderosos da empresa já foram informados que seus respectivos banheiros particulares deixarão de existir, e um banheiro comum para todos será a nova realidade. Mas Wintour, que costuma enviar uma de suas assistentes para as filas dos toilets para garantir seu lugar sem precisar esperar como os outros mortais quando frequenta lugares públicos, não será uma das “vítimas” do corte sanitário.

No momento, a Condé Nast ocupa do 20º ao 42º andares do One World Trade Center, mas depois da reforma – que ocorrerá entre o fim desse ano e o começo de 2019 – passará a ocupar do 20º somente até o 35º. Já a suíte de trabalho da editrix continuará no 25º andar, com direito a repaginada assinada por um arquiteto escolhido a dedo por ela e flores frescas todos os dias, sem nenhum tipo de economia. É o poder! (Por Anderson Antunes)