21.11.2017  /  11:38

Anitta de férias? “Paramos por aqui, já tem muita novidade para as pessoas lidarem”

J. Balvin e Anitta  ||  Créditos: Reprodução Instagram

O final de ano está aí, mas Anitta ainda não pensa em férias. Ainda… Workaholic, ela lançou nessa segunda-feira, no Rio, mais um single do projeto”CheckMate”: “Downtown”, parceria com o colombiano J. Balvin. E planeja o próximo e último clipe da série para dezembro, o “Vai Malandra”. “Não dá tempo de tirar férias mês que vem, só vou tirar depois do Carnaval. Mas lançar coisas não mais. Paramos por aqui, já tem muita novidade para as pessoas lidarem”, falou Anitta ao Glamurama.

Após a apresentação de “Downtown” para a imprensa no Hotel Hilton Barra, J. Balvin deixou Anitta sem graça dizendo: “Ela está grávida!”. A brincadeira foi por causa do interesse dos convidados no casamento dela com o empresário Thiago Magalhães. “Estou feliz. Não posso falar porque ele é anônimo”, garante ela, que usava aliança no dedo anelar esquerdo. Glamurama mostra o vídeo abaixo!

E lá vem hype: “Downtown” já está em primeiro lugar no Spotify Brasil e na lista top 100 do Spotify mundial. “Já sabia que ela era a rainha do país há três anos, quando a conheci. Nos encontramos outra vez e saímos pra essa canção”, elogia J. Balvin. A seguir, confira o que Anitta contou pra gente.

J. Balvin
“A primeira vez que a gente se falou [ela e Baldin] foi na época de ‘Ginza’, uma música dele muito bombada. Viajei para entender sobre o mercado em espanhol. Não conseguia descobrir porque estava com a galera errada. Aí fui pra rua, para os clubes, boates e perguntei quem era a pessoa bacana da cena atual e acabei descobrindo J. Balvin. Mandei uma mensagem por DM no Instagram e, mesmo com milhões de seguidores, ele viu e fiz o remix de ‘Ginza’. Hoje, o conheço de verdade. Isso faz toda a diferença. Falo pra ele as coisas de igual pra igual, com a maior sinceridade, estamos mais sintonizados. Quero ver ele arrasar muito aqui no Brasil e ele quer me ver arrasar lá.”

“Downtown”
“Fui pra Miami e estava no estúdio ouvindo batidas com o Sky, produtor que sempre faz as músicas do Balvin, e o Justin Quiles, que é cantor e compositor. Amei essa porque é diferente da levada que todo mundo tentava fazer. Essa tem tudo a ver comigo: é sensual, forte. Isso foi em outubro. Amei a música só que não falei nada com o Balvin, porque talvez seria eu sozinha e ele tinha acabado de explodir com a Beyoncé, com o ‘Mi Gente’, em primeiro lugar no mundo inteiro. Falei: ‘não vou encher o saco da pessoa, deve ter muita gente pedindo, não quero ser mais uma. Ele chegou em um nível gigante e, por mais que seja amigo, sei respeitar o espaço.'”

Parceria
“Quando escrevi a música, a galera que trabalha comigo fez mais ou menos como no ‘Show das Poderosas’, torceu o nariz, disse que tinha que mudar. Aí Balvin mandou uma mensagem pra mim e disse: “É incrível, eu ouvi, se você quiser eu canto com você’. Fiquei muito feliz. A partir daí ele fez tudo, gravamos Spotify eu no Brasil e ele lá. Depois, mesmo com a agenda corrida, fez o clipe e ele ficou aqui depois do show de ontem [Balvin participou do festival Villa Mix, no Rio]. O Brasil amou a música, já entramos em primeiro lugar no Spotify e no top 100 global. Da próxima vez que ele vier pro Brasil, a gente vai fazer uma tour juntos.”

Clipe
“Gravamos o clipe tem menos de duas semanas em Nova York. A ideia era que a gente aparecesse como parceiros, irmãos, amigos, e não se pegando e usando a sensualidade de maneira mais malandra. Sempre tento quebrar paradigmas nos meus vídeos, então como a gente sempre tem homem sensualizando com mulher, quis colocar mulher dançando com mulher, que é arriscado, as pessoas tem esse tabu de não fazer. O zouk veio pra combinar com o que fizemos pro Spotify, é uma dança muito sensual. Nesse momento do mundo temos que parar pra pensar. Sempre uso meus clipes pra passar mensagens mesmo que indiretamente.”

CheckMate
“Em espanhol trabalhei ‘Paradinha’ e essa música. É uma coisa que ninguém fez antes: sair do Brasil e fazer o trabalho lá fora ao mesmo tempo em inglês, espanhol e português. É novo, não existe uma fórmula, o mercado está em um momento diferente e o país em crise. Com a internet a gente precisa parar e pensar na estratégia. Por isso fiz o projeto CheckMate. Se eu lançasse um álbum, ia criar muita expectativa e pressão. Lançando as músicas juntas não conseguiria ter força em todas. E ao mesmo tempo não fico sem lançar músicas em português, não deixo meu país ‘desalimentado’. Vamos dar uma pausa em dezembro, dar um respiro, deixo tocando ‘Downtown’ e ‘Vai Malandra’, senão o público cansa. Vamos esperar a resposta lá fora. Quando ando na rua no exterior já tem gente que me reconhece, pede foto em outra língua, então aos poucos está acontecendo. Depois veremos os próximos passos. Não estava tocando música em espanhol aqui, o Brasil estava desacostumado.”

Espanhol
“Comecei a aprender tem pouco tempo, quando quis a carreira internacional, então não falo tão bem quanto o inglês. Mas quando não sei a palavra falo em português com acento em espanhol, faço sorrisos, carisma, com sotaque em espanhol (risos)… E fico esperando a pessoa entender. Está dando certo. Quando vou lá, eles falam que estou mandando bem. É mais fácil brasileiro falar espanhol que o gringo falar português.”

Abaixo, o clipe de “Downtown” e o vídeo do Glamurama no qual Balvin brinca que Anitta está grávida!