04.06.2019  /  11:03

Angelina Jolie completa 44 anos como uma mulher sem raízes e Glamurama entrega seus endereços pelo mundo

Angelina Jolie || Créditos: Reprodução

Em junho de 2017, quando comemorou seu primeiro aniversário depois de ter se separado de Brad Pitt e ainda brigava na justiça com o ator pela guarda dos filhos, Angelina Jolie “se deu” de presente uma mansão de US$ 24,5 milhões (R$ 95 milhões), em Los Angeles, cujo proprietário original foi o lendário produtor Cecil B. DeMille, um dos fundadores do cinema americano.

E pelo visto a atriz que completa 44 primaveras nesta terça-feira – com carinha de 24 – resolveu recorrer mais uma vez a um mimo imobiliário para celebrar a nova idade, já que ela acaba de alugar um château em Albuquerque, no Novo México, no qual pretende morar temporariamente com os herdeiros, enquanto grava por lá as cenas de seu novo filme, “Those Who Wish Me Dead”.

Ao longo dos anos, Angie sempre fez questão de aumentar seu portfólio de imóveis sem se importar muito com as fronteiras e, curiosamente, também sempre que viveu um grande momento, tenha sido este bom ou ruim. A seguir, Glamurama mostra algumas das propriedades mantidas mundo afora pela estrela mais enigmática de Hollywood, cuja fortuna de US$ 160 milhões (R$ 620,2 milhões) certamente lhe permite ir às compras tranquilamente por aí…

A casa de Angie em Los Feliz, bairro nobre de LA || Créditos: Reprodução

Localizada em Los Feliz, bairro nobre de LA, a mais nova residência de Jolie foi construída em 1913 por DeMille em estilo “Hollywood clássico”. A atriz a comprou quando o complicado processo de divórcio que travava com Pitt na justiça dominava as manchetes, em um negócio do tipo porteira fechada, ou seja, com móveis e afins incluídos. O que mais a atraiu nesse caso foi o tamanho do terreno ocupado pela propriedade, que tem mais de 8 mil metros e fica em um condomínio fechado, o suficiente para torná-la inacessível para os paparazzi.

O endereço londrino da atriz || Créditos: Reprodução

Como também dá aulas esporadicamente na London School of Economics e adora estar em Londres, Jolie comprou em 2014 e junto com Pitt uma casa histórica porém cem por cento adaptada para a vida moderna de US$ 16 milhões (R$ 62,2 milhões) em Richmond, um vilarejo rico que fica nos arredores da capital inglesa. Antes disso, ela e seu então marido alugavam a propriedade por US$ 50 mil (R$ 193,8 mil) mensais desde 2011, mesmo apesar de raramente darem pinta no local. Quando os dois se divorciaram, o endereço londrino acabou ficando com a atriz, que o mantém até hoje.

A propriedade do château agora é dividida entre Jolie e Pitt || Créditos: Reprodução

Eis outra propriedade que Jolie e Pitt arremataram juntos, dessa vez localizada na França, mais precisamente na região sul do país europeu. O ex-casal esteve nela em uma de suas várias luas de mel, e não pensou duas vezes em comprá-la assim que souberam que estava à venda. Mais do que um simples pied-à-terre francês, o Château Miraval tem uma vinícola centenária que produz ótimos vinhos, razão pela qual eles resolveram transformar o castelo em uma empresa na qual são sócios com partes iguais, bien sûr.

Claro que ela também tem um apê na Big Apple, né? || Créditos: Reprodução

Jolie também aluga há anos um apartamento no Waldorf Astoria Towers de Nova York, pelo qual desembolsa a bagatela de US$ 100 mil (R$ 387,6 mil) por mês. A atriz prefere assumir o alto custo de ter um point permanente na Big Apple por um simples motivo: ela odeia hotéis, onde vive sendo assediada por funcionários e fãs, nem sempre amigáveis. Fincado na rua 50, o Waldorf Towers (como é mais conhecido) é um edifício de alto luxo, claro, e ainda tem a vantagem de ficar a poucos passos da sede da ONU em NY, onde sua moradora mais famosa vai sempre que precisa defender os refugiados. (Por Anderson Antunes)