09.10.2017  /  10:09

André Leon Talley estaria fazendo um inferno da vida dos funcionários do Museum of Fine Arts

André Leon Talley || Créditos: Getty Images

A exposição “The Glamour and Romance of Oscar de la Renta”, que está em fase de finalização no Museum of Fine Arts, de Houston, no Texas, vai contar a trajetória do estilista Oscar de la Renta, que morreu em outubro de 2014, e conta com os olhares atentos de André Leon Talley, um dos editores da “Vogue” norte-americana e jurado por algumas temporadas do programa “America’s Next Top Model”. Até aí tudo bem, não fosse o caso de estrelismo que anda deixando de cabelo em pé os funcionários da instituição. De acordo com a coluna “Page Six” do jornal “New York Post”, André pediu que ninguém o olhasse nos olhos e há o relato que sua dureza causou até um ataque de choro em um membro do staff.

Ainda segundo a coluna, André está sendo uma “diva”, tendo ataques de histeria e entrando em conflito com a curadora da exposição, Cindi Strauss, dizendo a ela o que deve ser feito ou refeito, enquanto passeia pela instituição a bordo de uma cadeira de rodas motorizada. A exposição foi bancada pela socialite e filantropa Lynn Wyatt, que viu a mostra primeiro em São Francisco e chamou a atenção do diretor Gary Tinterow para a importância de levá-la para Houston. De acordo com a tal fonte, nem as pessoas da própria equipe de Talley podem o olhar nos olhos.

A exposição conta com peças que vem dos anos 60 com itens da coleção pessoal de Lynn Wyatt, Beyoncé, Taylor Swift, Annette de la Renta e até o vestido de noiva de Amal Clooney. Para o diretor, é uma pena que algo desse tom tenha chegado à mídia. “É lamentável que uma única fonte tenha tentado manchar o magnífico trabalho que André fez para o nosso museu. Ele vem trabalhando incansavelmente para honrar o espírito e o legado de seu amigo Oscar de la Renta e desafiando a si mesmo e a todos nós a imaginar o que poderia ser alcançado aqui. Isso é o que um excelente curador faz, e é por isso que estamos tão felizes com seu trabalho em Houston”, finaliza Gary, numa tentativa de amenizar a situação.