Andie MacDowell bateu de frente com seus empresários para assumir cabelo grisalho: “É um movimento, uma demonstração de poder”

7 Compartilhamentos
7
0
0
0
0
0
Andie MacDowell e sua cabeleira grisalha no Festival de Cannes || Reprodução: Getty Images

Além das produções icônicas de parar o tapete vermelho, um assunto que esteve muito em alta durante a última edição do Festival de Cannes foi o protagonismo da beleza madura. Uma das responsáveis por levantar a pauta no red carpet foi ninguém menos do que Andie MacDowell, uma das atrizes mais prestigiadas do cinema norte-americano desde os anos 90. Apesar de todo o alvoroço em torno do que deveria ser uma simples escolha capilar, Andie, no alto de seus 63 anos, revelou que entende o motivo pelo qual sua cabeleira chamou tanta atenção.

Como muitas outras mulheres de sua geração, a atriz começou a deixar seus cabelos grisalhos na quarentena. “No início do lockdown, meu cabelo começou a crescer e cada vez que meus filhos me viam, diziam que meus cabelos grisalhos ficavam muito bem. Gosto de me comparar com George Clooney. Afinal, por que não? Durante muito tempo pensei que já era hora de que eu fizesse essa transição, porque senti que era apropriado para a minha personalidade e para quem sou. Durante o confinamento, tive muito tempo livre e fiquei obcecada por Jack Martin, que penteava o cabelo de Jane Fonda”, disse Andie à imprensa americana.

Na mesma entrevista, a artista chegou a revelar que seus empresários não queriam que ela assumisse os cabelos brancos e que precisou se impor: “Pesquisei no Google atores com cabelos grisalhos. Existem muitos homens que têm! Um deles contou que quando se via com os cabelos tingidos, parecia que estava tentando parecer mais jovem. Acho que foi isso que começou a acontecer comigo. A idade no meu rosto, para mim, não combinava mais com os meus cabelos. De alguma maneira, sinto que aparento ser mais jovem agora, porque parece mais natural. Não é como se estivesse tentando esconder algo. É um movimento, uma demonstração de poder”. E quanto poder!