05.10.2015  /  15:48

American Apparel pede proteção contra falência e planeja reestruturação

87473734
American Apparel tenta se livrar da falência || Créditos: Divulgação

American Apparel pediu proteção contra falência nesta segunda-feira, acabando com o falatório em torno de sua capacidade de continuar operando. Cerca de US$ 90 milhões (cerca de R$ 360 milhões) em financiamento serão fornecidos à marca junto com U$ 70 milhões (cerca de R$ 280 milhões) para a sua reestruturação, segundo o WWD. A empresa, que tem fábrica em Los Angeles e opera uma cadeia de quase 230 lojas pelos EUA, espera se reestruturar nos próximos 6 meses.

“Esta reestruturação permitirá que a American Apparel se torne uma empresa mais forte, mais vibrante”, disse a CEO Paula Schneider em um comunicado. Ela assumiu o negócio após a saída do fundador da label, Dov Charney, no ano passado. E encarou uma difícil batalha desde o início, que incluiu fechamentos de lojas e muitas demissões. A American Apparel também enfrentou diversos processos de seu antigo CEO, Dov Charney, que foi demitido por duas vezes pelo conselho da marca – como presidente em junho de 2014 e como presidente-executivo em dezembro, sempre por má conduta sexual. Na época, o conselho destacou o aumento do custo de defender a Americal Apparel de ações judiciais contra Charney e enfatizou que apoiadores em potencial não iriam lidar com uma grife com a “cara suja”. Agora resta aguardar os próximos capítulos desta novela fashion…