15.01.2019  /  10:10

Amazon terá mais uma loja futurista, dessa vez em NY, e em um dos prédios mais icônicos da cidade

Bezos achou o Chrysler Building caro demais || Créditos: Getty Images

Enquanto não inaugura sua sede própria em Nova York, cuja construção foi anunciada em dezembro, e em meio ao furacão que se tornou o divórcio de seu fundador e CEO Jeff Bezos, a Amazon se prepara para assinar nos próximos dias o aluguel de uma sala comercial com quase 930 metros quadrados de área total no térreo do icônico Chrysler Building, um dos pontos mais movimentados da cidade, na esquina da Lexington Avenue com a East 42nd Street.

A ideia da gigante do e-commerce é abrir no local mais uma loja futurista da Amazon Go, ao exemplo das que já existem em Seattle, Chicago, San Francisco e outras seis cidades dos Estados Unidos. Em todas praticamente não existem funcionários, e o check-out é feito em caixas operados por robôs e acessíveis através dos smartphones de clientes.

O negócio envolve cifras milionárias, na casa dos US$ 20 milhões (R$ 74 milhões) por ano, e um prazo mínimo de vigência de mais de dez anos. Consta que Bezos chegou a considerar a compra do Chrysler Building, que recentemente foi colocado à venda por US$ 800 milhões (R$ 2,96 bilhões), mas acabou desistindo da ideia por considerar que o prédio em estilo art deco que está entre os mais famosos da Big Apple não vale tudo isso. (Por Anderson Antunes)