Amal Clooney enfrenta Estado Islâmico em defesa de jovem iraquiana

19.09.2016  /  16:11

amal-c-nota
Amal Clooney e sua nova cliente, Nadia Murad || Créditos: Getty Images

Considerada uma das advogadas especializadas em direitos humanos mais competentes do mundo, Amal Clooney vai enfrentar o Estado Islâmico em seu próximo caso. Ela aceitou representar a jovem iraquiana Nadia Murad em um processo contra a organização terrorista. Nadia, de 23 anos, foi sequestrada e transformada em escrava sexual do EI ao longo de três meses, em 2014.

Ciente dos perigos que passará a enfrentar a partir de agora, Amal conta com o apoio do marido, o ator George Clooney, em seu novo trabalho. Nesta segunda-feira, ela participa de um painel na Assembleia Geral da ONU, em Nova York, junto com o ex-prefeito de Londres e atual secretário de Estado do Reino Unido para assuntos externos, Boris Johnson, além de membros de ONGs internacionais ligadas aos direitos humanos.

Amal é defensora da ideia de que o EI só pode ser vencido nos tribunais, por esta ser a única maneira de acabar com as ideias que eles defendem. Os bombardeios contra a organização, segundo ela, não resolvem a questão. (Por Anderson Antunes)