29.01.2015  /  9:48

Amal Alamuddin Clooney dá show de ironia em corte na França

Amal Alamuddin nessa quarta, na European Court of Human Rights , em Estrasburgo, na França || Crédito: Getty Images
Amal Alamuddin nessa quarta na Tribunal Europeu de Direitos Humanos, em Estrasburgo, na França || Crédito: Getty Images

Amal Alamuddin, a advogada de direitos humanos casada com George Clooney, rouba a cena nos tapetes vermelhos, mas quando se trata de trabalho, a moça encarna mesmo o estilo sério. Nessa quarta, durante uma audiência na França, em que representa a Armênia em um caso de direitos humanos, o repórter Bruno Waterfield , do jornal “Telegraph”, perguntou qual marca ela estava vestindo. “Ede & Ravenscroft”, respondeu Amal, irônica, se referindo a uma marca de becas para juízes e advogados.

Depois, o jornalista ainda quis saber o que ela estava achando do assédio da mídia: “Estou impressionada com a quantidade de fotógrafos na corte”. No fim, na brincadeira, retrucou: “Acho que esperavam que eu estivesse usando Versace…”

*

Para quem não sabe, Amal assumiu um caso da Armênia contra Dogu Perinçek, ex-presidente da Turquia, que é acusado de negar o genocídio contra o povo armênio que aconteceu entre 1915 e 1917. Cerca de 1,5 milhão de pessoas foram mortas na época.