28.05.2020  /  11:46

Alta da L’Oréal na bolsa faz da dona da gigante dos cosméticos a mulher mais rica do mundo

Françoise Bettencourt-Meyers || Créditos: Reprodução

Nem tudo são más notícias para os bilionários do mundo, que de maneira geral ficaram menos ricos por causa da crise do novo coronavírus e, em alguns casos, precisaram inclusive trocar o “b” pelo “m” e voltaram a ser “apenas” reles multimilionários. É que alguns desses membros do clube dos dez dígitos conseguiram driblar a pane econômica do momento e até adicionaram alguns bilhões extras às suas respectivas fortunas, como é o caso da francesa Françoise Bettencourt-Meyers, de 66 anos.

Segunda mulher mais rica do mundo até algumas horas atrás, a maior acionista da L’Oréal subiu uma posição no ranking das maiores bilionárias internacionais nessa quinta-feira com a notícia de que a gigante dos cosméticos continua obtendo ótimos resultados mesmo apesar da pandemia de Covid-19, fato que levou sua ação a disparar quase 3% na Bourse de Paris no pregão do dia. A americana Alice Walton, que era a número um e é uma das herdeiras do Walmart, agora está na vice-liderança.

Aos números: com base na fatia de 33% que mantém na L’Oréal, Bettencourt-Meyers tem um patrimônio estimado em US$ 56,3 bilhões (R$ 301,5 bilhões), dos quais US$ 1,3 bilhão (R$ 7 bilhões) são resultantes da alta do papel da empresa nessa quinta. A cifra faz dela, além de mulher mais rica do mundo, também a 12ª pessoa mais rica do planeta, e considerando seus ganhos de janeiro pra cá o total chega a US$ 7,4 bilhões (R$ 39,6 bilhões). Dinheiro ótimo para cinco meses. Melhor dizendo, para uma vida inteira! (Por Anderson Antunes)