Alexandre Borges: quilos a menos, uma fantasia e um drible na frustração

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0
0

Depois do sucesso como Cadinho em “Avenida Brasil”, Alexandre Borges está de volta às novelas em “Além do Horizonte”, a próxima das sete da Globo, que tem sido rotulada como uma aposta de risco.  Mas o ator não está nem um pouco preocupado. “O importante é ter um conflito o mais universal possível, para que o telespectador sinta empatia. Já estou há 20 anos na casa e é muito difícil eu recusar um personagem. E, quando por algum motivo uma trama não dá certo, tem que ser profissional, ter respeito pela equipe e continuar fazendo o seu melhor. Mesmo no sucesso, aquilo que era maravilhoso pode ir para o saco. Tem que estar atento sempre e não descansar no sucesso. Até o último capítulo, tudo pode acontecer. E acho que essa novela tem todos os temperos tradicionais, como romance, humor e aventura. É saudável que se busque outras fórmulas e o receio e a humildade diante de um novo trabalho são sempre iguais. ”

* Na história, muita gente abandona a família e o emprego e começa uma jornada solitária rumo a um lugar meio sobrenatural que promete a felicidade plena. “Eu posso dizer que adoro viajar sozinho. É uma fantasia minha descobrir um mundo novo, sem ninguém que eu conheça. Decoro texto com meu filho vendo futebol do lado, minha mulher falando comigo… Mas não tenho problema nenhum em, por exemplo, jantar desacompanhado. Eu vou administrando no cotidiano, aproveitando os momentos em que posso me permitir estar sozinho. Não tenho necessidade de  sumir. Mas cada um tem um limite e algumas pessoas têm que fazer essa ruptura com a frustração. Não preciso de medidas desesperadas.”

* Em tempo: reparamos que o ator está bem mais magro. “Perdi uns 4 quilos.” Parece mais… “Ah, na verdade não sei, não fico medindo, mas percebi que tinha que levar uma vida mais regrada ou a situação ia ficar incontrolável e não teria mais volta”, brinca.