Alexander Wang
Alexander Wang || Créditos: Reprodução

Alexander Wang começa o ano sendo alvo de sérias acusações de assédio e abuso sexual

1 Compartilhamentos
1
0
0
0
0
0
Alexander Wang
Alexander Wang || Créditos: Reprodução

Tudo indica que o 2021 de Alexander Wang não será o seu melhor ano, já que nos últimos dias o ex-diretor-criativo da Balenciaga foi acusado de ter cometido assédio e abuso sexual contra várias pessoas. Em todos os casos, as alegações contra o estilista americano de 37 anos que tem uma lista de clientes das mais hypadas surgiram no Instagram, em postagens feitas nas contas @shitmodelmgmt e @diet_prada, que funcionam como “agências fiscalizadoras não oficiais” da indústria da moda.

Em ambos os perfis, ao menos um dos acusadores se apresenta: trata-se do modelo Owen Mooney, que no começo de dezembro afirmou em sua conta no TikTok ter sido abusado sexualmente por Wang e ainda disse que um amigo seu, também modelo, teria sido drogado e em seguida estuprado pelo fashionista. O relato de Mooney só viralizou depois de ter sido reproduzido pelo @shitmodelmgmt e pelo @diet_prada.

Ainda de acordo com o profissional das passarelas, o “modus operandi” de Wang consistiria em atrair suas supostas vítimas com convites para festas em sua casa, onde o dono da marca que leva seu nome as servia com coquetéis de bebidas misturadas com ecstasy. Wang, que é bff de celebridades como as irmãs Gigi e Hella Hadid, Kendall Jenner e Kaia Gerber, nega ter cometido os crimes e garante estar sendo vítima de um complô. O @shitmodelmgmt e o @diet_prada, no entanto, têm sido inundado com denúncias contra ele nos mesmos moldes das feitas por Mooney. (Por Anderson Antunes)